“Advogado dos Pobres”: Governador, os professores lutam por direitos, não por privilégios!!

mesael.jpgPor Mesael Caetano dos Santos*

Em defesa da sua desastrosa política para a educação no Paraná, o governador Beto Richa diz que corta privilégios dos servidores públicos. à‰ inaceitável essa falácia do Governador! Eles lutam por direitos, não por privilégios!

Veja que ironia, no Japão o imperador recebe o professor sem etiqueta, face à  importância que se dá à  profissão de professor para aquele povo. Aqui, em vez de se sentar com a classe, o governador menospreza, manda seu secretário chefe da Casa Civil. Preferiu se encontrar com os picaretas da bola no Palácio Iguaçu.

Importante lembrar que a OAB/PR denuncia que no ano passado, por exemplo, R$ 153 milhões foram retirados indevidamente de contas judiciais, dinheiro dos trabalhadores.

Agora é a vez do dinheiro da Previdência. O governador quer de todas as maneiras colocar a mão nos R$ 8 bilhões do fundo previdenciário do Estado e diz que corta privilégios! dos mestres.

Primeiro o governador Beto Richa levou o Paraná a uma crise sem precedentes. Depois trouxe um secretário alienígena, Mauro Ricardo Costa, que veio tentar implementar medidas impopulares retirando direitos adquiridos dos servidores, conquistados há décadas, e metendo a mão no dinheiro dos aposentados. Por que não cortar os privilégios desse cidadão, governador? Ele está nomeado em várias autarquias, engordando seu salário, o que a meu ver é indigno.

Beto Richa, respeite o professor! Pague salários decentes e conceda condições dignas de trabalho. Não venha dizer que está cortando privilégios! Pagar bem ao professor e garantir um ambiente de trabalho adequado é sua obrigação como governador. São inaceitáveis as condições físicas de muitas escolas no Paraná.

Não resta dúvida de que o governador Beto Richa quer destruir o que há de melhor para o povo do Paraná, que é educação. Aliás esse é o projeto de seu partido, o PSDB, passar para as mãos da iniciativa privada os serviços públicos para gerar riqueza para uma gente já endinheirada.

Não há cidadania sem o acesso democrático ao ensino público. A educação pública é um direito social previsto na constituição da República Federativa do Brasil, nesse momento sofre ameaça criminosa desse governo que não tem compromisso social com nossos jovens.

Em arremate, cortes nos recursos das escolas e universidades, impedir novas contratações e retirar verbas necessárias para a manter os serviços básicos, bem como o desmantelamento dos planos de carreira e o não pagamento de salários de quem trabalhou, tem dolosamente a intenção de destruir as escolas e levá-las ao colapso. Isso é cortar privilégio ou destruir a educação pública do estado?

Com a palavra o Sr. Governador Beto Richa, seus secretários da educação e fazenda, que hoje são os principais inimigos da educação do Paraná, com apoio de parte de deputados da bancada do governo. O que é lamentável.

* Mesael Caetano dos Santos, conhecido como “Advogado dos Pobres”, é advogado Presidente da Comissão de Igualdade Racial e Gênero da OAB/PR e Membro do Centro de Letras do Paraná.

Comentários encerrados.