Santa sacanagem, Batman: Richa também deu calote no salário dos agentes penitenciários

agentes_richaImagine a cena. O professor PSS saiu ontem à  tarde do município de Uniflor, no Noroeste, próximo a Maringá, rumo ao Litoral. Contava com o saque de seu salário quando chegasse a Curitiba, pois, mais adiante, precisaria de dinheiro para pagar o pedágio mais caro do mundo na praça de São José dos Pinhais. Não deu. O governo Beto Richa (PSDB) não depositou os vencimentos dos mestres contratados em regime especial. Aplicou mais um calote.

Pois bem, não são apenas os PSS das escolas que passarão o Réveillon mais magro e sem o espumante “Sidra Cereser” e sem dinheiro para o pedágio mais caro do mundo. Os agentes penitenciários também levaram ontem tombo do governo do PSDB.

Segundo uma agente penitenciária de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, 90% do efetivo na unidade feminina tem contrato pelo regime PSS. “Logo nós vamos parar e o presídio não vai funcionar”, disse ao Blog do Esmael.

Um parêntese aqui. Há dois dias presos fazem rebelião na Casa de Custódia de Maringá (clique aqui).

O novo secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini, o Batman, justiça seja feita, que agora administra o sistema prisional paranaense, chegou agora e herdou o sistema de calotes já em andamento. Como todo gestor público, terá 100 dias de “regalos” antes de receber críticas.

Quanto a Richa, ele curte a virada em hotel chique de Foz do Iguaçu. Está hospedado na tríplice fronteira há 10 dias. Volta amanhã, quinta-feira 1o de janeiro de 2015, para posse do segundo mandado.

Aos agentes penitenciários e professores PSS que levaram calote neste fim de ano, parodiando o governador tucano, o pior está por vir!.

Comentários encerrados.