Por que Richa “pipocou” na nomeação da Casa Civil? Por quê?

secretariado_richa2.jpgO governador Beto Richa (PSDB) anunciou ontem a importação do secretário da Fazenda de Salvador (BA), Ricardo Mauro Costa, para ocupar a pasta no Paraná. Se fosse tão bom assim, diz um deputado do PT, o prefeito ACM Neto (DEM) não o liberaria tão facilmente. Nem é o caso de discorrer agora sobre a ficha corrida do forasteiro (clique aqui).

O governador tucano também não titubeou em adiantar o futuro secretário da Segurança Pública, que será o deputado federal Fernando Francischini (SDD), mais conhecido como “Batman” no estado.

Ok, mas por que Richa “pipocou” ontem em relação à s secretarias da Casa Civil, Chefia de Gabinete, Comunicação Social, Meio Ambiente e a estatal Copel?

Nos bastidores do Palácio Iguaçu, a configuração nessas pastas seria mais ou menos essa: Deonilson Roldo (Casa Civil); Ezequias Moreira (Chefia de Gabinete); Marcelo Cattani (Comunicação Social); Rasca Rodrigues (Meio Ambiente); e Eduardo Sciarra (Copel).

Mas a principal pergunta no Centro Cívico é a seguinte: por que Richa “pipocou” justamente na Casa Civil? Ora, tem dois candidatos para uma vaga: Deonilson e Sciarra. O primeiro já despacha como fosse e o segundo continua esperando convite como o crente que espera o Messias.

Comentários encerrados.