Para Richa, governar é… fechar escolas

richa_nota_zero.jpgSe em 1920 o então presidente Washington Luís, da Velha República, tinha como slogan “Governar é abrir estradas”, quase cem anos depois o governador Beto Richa (PSDB) parece querer “inovar” com o lema governar é fechar escolas!.

Nesta terça-feira (9), a Secretaria de Estado de Educação (SEED) realiza a distribuição de aulas para 2015. Para surpresa de educadores, o governo do estado determinou o fechamento de salas de aula nas áreas centrais de Curitiba. Ou seja, diminuiu o porte das escolas para empregar menos professores e, consequentemente, reduzir o tamanho da folha.

Não é de agora que o governo Richa mira na educação para resolver problemas de gestão e de caixa. O tucano já havia orientado no mês passado o fechamento de 141 escolas de jovens e adultos em todo o estado (clique aqui para relembrar). Agora avança sobre os estabelecimentos de ensino médio regular.

Segundo educadores ouvidos pelo Blog do Esmael, além de turmas, o governo planeja fechamento de escolas inteiras nas regiões centrais da capital. à‰ o caso dos tradicionais colégios Guido Straube, no bairro Mercês, e Pietro Martinez, no bairro Bom Retiro.

Qual o critério que o governo Richa utiliza para fechar turmas e programar o extermínio de escolas no centro de Curitiba?!, questiona um indignado professor, que pediu anonimato temendo represálias. Nenhum critério. Tudo é feito pela frieza dos números de tecnocratas que querem economizar em cima da educação!, responde o próprio.

Para o choque de gestão de Beto Richa, educação é gasto — não investimento no futuro !“ e governar é fechar escolas. Um retrocesso jamais visto na história do Paraná.

O maior orçamento do estado para 2015 é o da educação, cerca de R$ 9 bilhões. Então, por mais que seja pequeno o contingenciamento significa muito dinheiro. Não é à  tona que Richa escolheu a área para os maiores sacrifícios.

Na semana passada, o Blog do Esmael registrou que a crise financeira resultou no corte de 30% dos funcionários nos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs). O corre-corre é grande nas escolas por conta disso (clique aqui).

à‰ chover no molhado recordar que o governo do estado deu calote no fundo rotativo, nos avanços e progressões dos educadores e na formação continuada do PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional).

Em 2012, Richa cunhou uma frase antológica que pode explicar o tratamento dispensado hoje à  educação: Uma pessoa com curso superior é insubordinada! (clique aqui para ouvir o áudio).

Comentários encerrados.