Na luta contra a crise, Richa anuncia extinção e fusão de secretarias

Beto-RichaO governador Beto Richa (PSDB) anunciou no início da tarde desta terça-feira (2) a fusão das secretarias do Trabalho e Assuntos Comunitários com a de Família. A Secretaria da Indústria e Comércio seria incorporada à  de Desenvolvimento Urbano.

A nova supersecretaria da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Urbano será comandada pelo deputado estadual eleito Ratinho Júnior (PSC). E a Secretaria da Família e Assuntos Comunitários reforçada com o orçamento federal do Trabalho vai para a primeira-dama Fernanda Richa.

A pasta do Trabalho vinha sendo ocupada pelo ex-prefeito de Cornélio Procópio, Amim Annouche (PTB), que sucedeu o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB).

Já a Indústria e Comércio é pilotada pelo advogado Horácio Monteschio, homem de confiança do deputado federal eleito Ricardo Barros (PP).

O esforço do governador tucano é para enxugar e enquadra a máquina dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Mais cedo, o Blog do Esmael mostrou que Richa cortou 30% dos funcionários da educação (clique aqui).

Ato contínuo, o governador conseguiu aprovar na Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa, por 4 a 2 votos, autorização para remanejar livremente 15% do orçamento de 2015 (equivalente a R$ 7,3 bilhões). Um deputado da base governista afirmou ao Blog do Esmael que, se aprovada em plenário a medida, o legislativo perderá a função de fiscalizar o executivo.

O que o governo está fazendo é um atentado contra a democracia. Esvazia completamente as funções do Legislativo. Na prática, se isso for aprovado, a Assembleia não vai ter o que fazer aqui no ano que vem!, criticou o deputado Nereu Moura (PMDB), presidente da Comissão de Orçamento.

A Comissão também aprovou hoje o repasse de até R$ 90 milhões do orçamento da Defensoria Pública para a Secretaria da Fazenda.

Comentários encerrados.