àndios fazem manifestação e tentam ocupar a Câmara dos Deputados

da Agência Brasil

Segundo o Conselho Indigenista Missionário Cimi, quatro índios foram presos esta tarde quando chegavam ao Ministério da Justiça; eles são acusados pela polícia de terem ferido policiais e seguranças no confronto ocorrido no final da manhã, na entrada da Câmara.

Segundo o Conselho Indigenista Missionário Cimi, quatro índios foram presos esta tarde quando chegavam ao Ministério da Justiça; eles são acusados pela polícia de terem ferido policiais e seguranças no confronto ocorrido no final da manhã, na entrada da Câmara.

àndios tentaram ocupar no início da tarde de hoje (16) o Anexo 2 da Câmara dos Deputados, próximo à  entrada que dá acesso à s salas das comissões. Policiais militares (PMs) que estavam no local desde o início da manhã, alertados sobre o possível protesto, usaram gás de pimenta para dispersar os manifestantes.

O clima continua tenso no local. Os indígenas conseguiram quebrar a barreira feita pela PM. Além dos policiais, usando equipamento de segurança como colete a prova de bala e capacete, a Polícia Legislativa da Câmara e brigadistas também reforçam a segurança no local.

A manifestação foi feita por causa da votação de proposta de emenda à  Constituição (PEC) que trata da demarcação das terras indígenas. A PEC 215 estabelece que caberá ao Congresso a delimitação dessas áreas.

Segundo informação da Polícia Legislativa, um dos índios lançou uma flecha que atingiu o pé de um servidor do Ministério Público.

Comentários encerrados.