Dilma propõe ‘pacto contra a corrupção’ em diplomação do TSE

do Brasil 247
dilma_diplomacaoEm discurso na solenidade de diplomação, que acontece neste momento em Brasília, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a eleição, no Estado democrático de direito, “não é uma guerra, logo não produz vencidos”.

“O povo escolhe quem quer que governe e quem quer na oposição. A quem for oposição, deve exercer da melhor forma possível seu papel. Mais difícil do que saber perder é saber vencer. Quem recebe o voto da maioria e não governa para todos transforma uma vitória majoritária em um legado mesquinho. Saber vencer é reconhecer o direito de uma vida digna para todos os brasileiros. Vou lutar com todas as forças para que isso se torne realidade, utar para que todos tenham oportunidades iguais”, disse.

Dilma também falou sobre a corrupção. Disse que o combate à  corrupção será mantido como prioridade. Disse ainda que “este mal de séculos está sendo expurgado agora”. “Não podemos fechar os olhos para isto. Chegou a hora de dar um basta. à‰ preciso firmar um grande pacto nacional contra a corrupção”, afirmou a presidente, convocando todos os setores a participar deste processo. Ela então defendeu a realização da reforma política, sendo bastante aplaudida. Dilma também disse que é preciso criar uma nova “consciência pública”. “Quero ser a presidente que ajudou a tornar este processo irreversível”, disse.

Falando claramente na Petrobras, ela disse que alguns funcionários da estatal foram atingidos pelo combate à  corrupção. “Estamos agindo neste processo e a Petrobras sairá fortalecida deste processo. A realidade atual só faz aumentar a nossa determinação em implantar uma governança responsável. A Petrobras é a empresa mais estratégica para o Brasil. Temos que saber apurar e punir sem enfraquecer a Petrobras”, afirmou. “A Petrobras e o Brasil são maiores do que qualquer problema ou crise”, disse. “Temos que fechar todas as portas para a corrupção”, complementou.

21 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O PT perdeu a enorme chance que teve em fazer um Brasil melhor.
    Antes o atual Partido dos Trapaceiros tivesse reconhecido o que falava em todos os discursos sobre ética. Mas taparam os próprios ouvidos para o que professavam.
    Meu desejo hoje é o de que este bando de PTralhas sejam banidos da vida pública. Que voltem a trabalhar e reaprendam o significado da palavra TRABALHADOR, pois hoje sabem apenas fazer o que outros Corruptos de nossa história faziam que é CORROMPER.

  2. Simplesmente magnifico! PT mais 4 anos, enquanto isso PSDBosta caindo no volume morto! Aqui no PR alguém ainda está levando a 190 km p/h rumo a desconstrução de todos os paranaenses as promessas de dias melhores.

  3. é piada né?

  4. MALDITO PT QUE FALIU A PETROBRAS E O PAÍS!!
    Devia se preocupar como GOVERNAR UM PAÍS FALIDO POR SUA PRÓPRIA CÚPULA!
    Contudo, ainda vão deixar essa presidente no poder dessa SÚCIA? COVIL DO DESMANDO DOS SEQUELADOS DE CARÁTER EM TODAS AS ESFERAS, ONDE ATÉ CEGO VER E SURDO ESCUTA O BRAMIDO DA TSUNAMI!! A COMEÇAR PELOS ELEITORES (ANTAS)!!!

  5. A Dilma está surfando na onda mas torcendo que o vento pare.

  6. ” Dilma propõe “˜pacto contra a corrupção”™ em diplomação do TSE
    18 dez 2014 – 20:27 ”
    Então, no PACTO, ela será a primeira eliminada!

  7. Segundo o jornal Financial Times a DÍVIDA da PETROBRÁS, EX Maior Empresa do Brasil, já ultrapassa os R$ 330 bilhões de reais!!! É esse o jeito do PT GOVERNAR?????

  8. Pacto contra a corrupção?? Ótimo. O PT vai deixar o poder??

  9. Vc está certa Vivi. Esta mulher não tem vergonha na cara. É um estrume. Mais um detalhe: a democracia é governo do povo, pelo povo e para o povo. No Brasil, já faz tempo que a democracia é de araque. É governo do Estado, pelo Estado e para o Estado. Além da ditadura dos políticos e do poder judiciário, alegremente beneficiando-se do legislar em causa própria. O povo está morto.

  10. Jogando prá platéia…Tremenda cara de pau…Mente mais que a mãe do sarampo. Mas, o que gostei de ver na cerimônia da diplomação, foi Lula, sentadinho ao lado do Sarney. Como se dão bem, agora…

  11. Não enfraquecer a petrobrás….combater a corrupção…..grande cara de pau! O cinismo chega a doer! Um viva a democracia!

  12. Dilmula falando em pacto contra acorrupção?!
    Os corruPTos do PT arrasaram com a moral do país,somos vistos lá fora como o país da corrupção e isto graças muito aos escândalos desta cambada que se fazem de coitadinhos do período ditatorial.
    Fora Dilma e Cia Fora PsdB… estamos num mato sem cachorro e num país quebrado pela corrupção política

  13. Balela. Conversa mole pra boi dormir. Depois de 12 anos no poder só agora, depois das denúncias e investigações, diz que a corrupção está sendo combatida a mando do próprio governo. Gente desqualificada, sem vergonha. Repugnante ter que ouvir tantas mentiras e desculpas esfarrapadas. Fora!

  14. O PT perdeu o trem da história, poderia ter posto todo o PSDB na cadeia por causa do lesa-pátria da privataria, a Telepar foi vendida por R$ 144.000.000,00, menos do que foi gasto no campo do Atlético.

    Agora já era, em 2019 vai entregar o governo ao Aécio!

  15. Meu jizúis, quanta sofrência!?
    Ultimamente, para nós os Coxinhas Rola-bostas, Idiotas Tucanizados, Lobonetes, Olavetes, Bolsonaretes, Mervaletes, Jaboretes e outras Merdas não está nada fácil. Nada dá certo:
    1) Perdemos o Primeiro Turno das eleição mesmo tendo ajuda da justiça, do PIG, dos empresários, do Gilmar, dos banqueiros e da televisão;
    2) Perdemos o Segundo Turno das eleições mesmo com os vazamentos do Lava Jato e toda a mídia nos apoiando;
    3) O Terceiro Turno no Tapetão não deu certo;
    4) As nossas marchas e manifestações foram um fiasco;
    5) O Fora Dilma não colou;
    6) A ajuda do grande Lobão não surtiu efeito;
    7) As manobras do Gilmar e do Toffoli não deram certo;
    8) Todas as mentiras que inventamos contra o Lula, o PT e a Dilma foram desmentidas
    9) Os vazamentos seletivos, escolhidos a dedo do Lava Jato não convenceram o povão;
    10) Beto dá calote nos professores e a população descobre que o nosso governo é uma piada;
    11) O financiamento para a construção do Porto de Mariel pelo Lula-Dilma-PT foi um sucesso e todos estão elogiando. Até a Folha de São Paulo;
    12) Bolsonaro, o nosso ídolo está sendo processado;
    13) O doleiro disse que foi o meu partido o PSDB foi quem mais recebeu propina das empreiteiras;
    14) Obama PeTezou e reatou com Cuba;
    15) Agora não posso mais mandar os Petralhas para Cuba;
    16) Dilma foi Di-plo-ma-da -se-nho-res!;

    Aí meu jizuis, é muito castigo e muita sofrência para nós os cidadãos de bem! Onde foi que nós erramos?

    • O relatório paralelo produzido pela oposição para a CPMI da Petrobras se contrapôs ao documento pífio produzido pelo relator da CPMI, o deputado federal petista Marco Maia (RS), que mesmo revisado limitou-se ao indiciamento de nomes irremediavelmente chamuscados pelo escândalo do Petrolão, como Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa e Renato Duque, além dos ex-gerentes Pedro Barusco e Silas Oliva.

      O relatório paralelo, apresentado na quarta-feira (17) pela oposição, vai direto ao ponto. Além de pedir o afastamento imediato da presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, e de toda a diretoria da estatal, aponta para o núcleo político do Petrolão. Com destaque para o deputado cassado André Vargas (sem partido-PR); o deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA), alvo de processo de cassação; Mário Negromonte, ex-ministro das Cidades; e João Vaccari Neto, tesoureiro do Partido dos Trabalhadores. Todos tiveram o indiciamento recomendado.

      Mais importante, o documento pede que o Ministério Público instaure inquérito policial contra 36 pessoas citadas nas investigações, entre elas, políticos como Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-ministra chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff; Humberto Costa (PT-PE), ex-ministro da Saúde e líder do PT no Senado; Fernando Collor de Mello (PTB-AL); o ex-deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE), morto no início deste ano; além do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo da Silva, marido de Gleisi Hoffmann.

      Do grupo apontado pelo relatório da oposição, o nome que desponta com o mais alto nível de comprometimento é o de Gleisi Hoffmann. Única envolvida que teve sua participação citada nos depoimentos dos delatores Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, assunto que vazou com detalhes para a imprensa. De acordo com os depoimentos de Costa e Youssef, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, em 2010, atendendo a um pedido de Paulo Bernardo, então ministro do Planejamento, destinou R$ 1 milhão para a campanha de Gleisi ao Senado Federal. O dinheiro foi providenciado pelo doleiro Alberto Youssef e entregue, em espécie e em quatro parcelas de R$ 250 mil, em um shopping center no centro de Curitiba.

    • “Vocês” erraram em querer governar somente para as elites argentárias!