Deputados do PT pedem vistas e adiam pacote de maldades! de Richa

pts.jpg

Os deputados Tadeu Veneri e Péricles de Mello do PT conseguiram adiar! a maior parte dos projetos enviados à  Assembleia no pacote de maldades do governador Beto Richa (PSDB). Os parlamentares pediram vistas aos projetos na reunião de hoje (03) da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia, protelando! a votação por pelo menos uma semana.

Os projetos preveem aumento de impostos, taxação de servidores aposentados e extinção de secretarias. Apenas 4 dos 20 projetos foram votados e aprovados na CCJ. Os outros 16 ficam com a votação suspensa. Como tramitam em regime de urgência, os deputados precisam devolver os projetos já na próxima segunda-feira, para que eles sejam votados na comissão.

Com informações da Gazeta do Povo.

22 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É este seres que se dizem humano veste-se como seres humanos fazem leis e ditam as leis, mas na verdade são vermes corroendo as vidas de outros. adquirem abundância para viver uma eternidade, mas não enxergam que a vida é um sopro de de Deus, Para e reflitam se você é eterno para tantos feitos de maldade que você produz em sua existência.

  2. SE A IMPRENSA DO PARANÁ NÃO ESTIVER ERRADA, SALVO MELHORES JUIZOS TÉCNICOS E POLÍTICOS, BETO RICHA FALIU, ESTÁ FALINDO E VAI FALIR MAIS O ESTADO DO PARANÁ! E O “CHOQUE DE (INDI) GESTÃO” CONTINUA! FAZER O QUE? SE NÃO HOUVE FRAUDE NAS URNAS ELETRÔNICAS O POVO O ESCOLHEU! AGORA ELE QUER AUMENTAR IMPOSTOS!

    Segundo a lógica capitalista neoliberal anti povo de direita sucateadora de administrações públicas, que é bandeira política do PSDB e quem lhes apoia, quanto maior é o Estado, maior é a necessidade de se arrecadar recursos junto à sociedade. Segundo os direitistas neoliberais, quanto mais ineficiente for o setor público, tanto mais custoso será ao trabalhador manter a estrutura estatal que nas suas argumentações seria “gordurosa, inchada e pesada”. Dessa maneira, um Estado pequeno e extremamente eficiente é algo desejável aos trabalhadores, segundo políticos e governantes apoiados pelos empresários neoliberais “mercadistas”. Afinal, dentro desta visão o Estado se limitaria a um conjunto específico de funções essenciais e, vejam só, as exerceria com maestria, provendo à população um bem público de qualidade, e a um custo justo. Do ponto de vista econômico o crescimento do Estado gera a necessidade do aumento da carga tributária (total de contribuições obrigatórias e impostos arrecadados divididos pelo seu Produto Interno Bruto o PIB que é a riqueza total produzida). Mas há detalhe corrosivo neste “paraíso de sonhos econômicos” que é o aumento (de impostos) da carga tributária torna o recebimento dos bens e serviços públicos mais caros para o trabalhadores comuns e humildes. Isto é, são obrigados a trabalharem mais horas para pagarem seus impostos. De maneira semelhante, o crescimento desordenado do Estado também é caro aos empresários, fazendo com que estes invistam menos. Sendo assim, um aumento (de impostos) da carga tributária acima de determinado nível afeta negativamente o padrão de vida de longo prazo de uma sociedade nas camadas mais baixas, diga-se de passagem. A implicação de política econômica desse fato é óbvia: a carga tributária brasileira já é está por demais elevada, e uma redução da mesma levaria a uma dinamização do crescimento de longo prazo da economia brasileira. Mas no Paraná o governo de Beto Richa vai aumentar impostos!
    SÓ PARA EXEMPLIFICAR E ENTENDERMOS MELHOR, OU SEJA: De maneira geral, os impactos negativos dos impostos aumentados sobre o crescimento econômico de um estado vêm de algo que os economistas chamam de “peso morto dos impostos”. O “peso morto” é a perda de eficiência associada a um imposto específico. Toda vez que o governo aumenta ou cria impostos, uma quantidade de trocas que antes era realizada na economia deixa de ser realizada. Essa redução nas trocas econômicas é justamente o peso morto do imposto. Por exemplo, suponha que você aceite pagar 10 reais para que lavem seu carro. Suponha também que exista alguém disposto a lavar seu carro por 7 reais. Sendo assim, você terá seu carro lavado por um preço entre 7 e 10 reais. No caso do preço acordado ser de 8 reais, você teve um acréscimo de 2 reais em seu bem-estar (toparia pagar 10 reais e pagou apenas 8 reais). E o lavador de carro teria um acréscimo de 1 real em seu bem estar (toparia lavar o carro por 7 reais e recebeu 8 reais). Isto é, o bem estar da sociedade aumentou em 3 reais. Suponha agora que o governo crie um imposto de 4 reais sobre cada carro lavado. Neste caso, a troca anterior passa a ser impossível. Consequentemente, o bem estar da sociedade é reduzido em 3 reais. Esta redução no bem estar da sociedade decorrente do imposto é o que chamamos de peso morto dos impostos.
    A ECONOMIA DO ESTADO DO PARANÁ ESTÁ ASSIM COM E DEVIDO O GOVERNO DE BETO RICHA! SENÃO VEJAMOS:

    http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?tl=1&id=1517642&tit=Richa-vai-propor-aumento-de-impostos-a-Assembleia

  3. Ok… Todo mundo revoltado. Mas, O QUE NÓS VAMOS FAZER? Vamos ficar sentados assistindo e reclamando? O pacote AINDA não foi aprovado. Graças aos deputados Tadeu e Pericles, ganhamos alguns dias. Então, pessoal, o que vamos fazer? Alguma idéia?

  4. BETO RICHA CONVERSA COM SEUS BOTÕES:
    Esse povo panaca me reelegeu, agora eu faço o que bem entender, não posso ser governador de volta mesmo. Eles vão reclamar, me xingar, mas vão pagar e pronto e não vai acontecer nada, porque essa gente é tudo um bando de frouxo e bunda mole. Iinauguro umas obrinhas aqui, outra obrinhas ali, Daqui a 4 anos acabo ainda me elegendo senador. BANDO DE IDIOTA…

  5. Nem precisa pedir vistas já que pelo menos 70% dos paranaense estavam com os olhos vendados. O negócio é andar com caro chapa preta, não comer queijo, não vestir cuecas de seda, furar catracas de pedágio, fingir coligação com o PT, nomear parentes, colocar placas de “obras” do estado, fingir que não nomeia o “ome” da sogra, viaja pra Miami(visitando quem?), deixa a “poliça” a pé, o profe sem…

  6. Aviso aos navegantes, quem votou para este (des)governador do Paraná agora receba de mãos dadas o seu presente de Natal. Estão satisfeitos? Pacote lindo, não? Não esquenta não, este é só um dos primeiros, durante os quatro anos viram outros e outros mais… Agora é só apreciar o seu voto!

  7. O negócio agora é ficar vendo, ficar vendo, vendo, olhando, deixar o tempo passar até mudar de governador. Aprendi esse lance com o Ministro Gilmar, que pediu vistas do Processo e já foram 4 anos que ele está vendo, vendo, vendo …processo.

  8. As medidas serao aprovadas com certeza. O legistativo no Brasil, principalmente no Paraná sempre foi subordinado ao executivo. A medida referente aos servidores é justa pois no Brasil os aposentados inss já atuam desta forma. Mas tinha q mudar para judiciario e todos os poderes. Aumentar impostos sempre foi a solucao para nossos governantes que nao sao preparados para gestao. Sao politicos mas nao gestores.

    • Cobrar previdência de aposentado não é uma medida justa. Todos que estão aposentados contribuíram para isso. No meu caso contribui 38 anos. Devo contribuir mais quantos anos? Até morrer? Que previdência é essa?

  9. Não esqueçam da noventena, se a alíquota do IPVA for aumentada, somente poderá ser cobrada 90 dias depois da publicação da Lei.
    40%!? que tungada! Mas o melhor está por vir, aguardem…

  10. Ainda bem que estamos sendo bem informados aquipelo Esmael Morais da realidade do “xoke de jeston”, pois no SITE do Fabio Campana, não tem nenhuma menção sobre o Tarifaço, do saco de maldades e da caixa de pandora aberta, vai ser tendencioso lá nos ……

  11. vcs fazem um bom trabalho, mas ca entre nos deixa opovo se ferrar po,66% votaram nessa m.., agora vcs que sao dopt, que a midia elite,desce o porrete, o povo do para merece e ponto. nao fiquem vcs se “queimando” a toa. cade a rato com 300 mil votos cade? esmael que lançar uma campanha, cadaqual que sabe de um colega,chefe em estatal,escola,etc, que votou no grupo do choque, começe a cobrar,vamos cobrar e da\rde”dedo” neses corruptos,safaddos.

  12. Se depender desses dois aí os contribuintes do Pr estão ferrados. Eles pedem vistas não para resolver o problema, mas para nego$$iar algo em troca…

  13. Deputados farão vistas grossas com seus
    olhos gordos.
    Só isso.

  14. Ainda bem que existe alguns Deputados que não agem por impulso.
    Porque ele não mexe nas gratificações dos Chefes de NRE que são exorbitantes e de outras Secretarias que no tempo do Requião era 1/3 do que é pago hoje.
    Quanto a mandar professores do NRE para as escolas, sou totalmente a favor, pois nos NRE’s os únicos trabalhos que dizem respeito a eles é o de Educação Especial e da Equipe pedagógica, os demais são todos cargos que exigem entendimento Administrativo e Técnico, o que não tem nada haver com o mundo pedagógico em que esses professores vivem. Não fazem nada nos NRE’s além de ocupar cadeira e tomar cafezinho e ainda “arrotar” arrogância de ser professor em cima dos Servidores Administrativos.