Coluna do Requião Filho: Estelionato eleitoral de Richa é caso de PROCON

richa_procon_requiao.jpgRequião Filho*

A realidade tem uma mania irritante de sempre vir à  tona. Mentiras, já diz o dito popular tem perna curta. Durante o ano eleitoral o investimento em publicidade do governo do estado do Paraná foi massivo. Os acordos com jornalões e jornalecos ocultavam a verdadeira situação do estado. Acabaram as eleições e a oposição falhou, falhamos, em expor a realidade. A mentira e a propaganda abafaram a verdade… mas a verdade sempre vem à  tona.

O boneco do ventríloquo é agora governador por mais 4 anos. E as notícias que temos no Estado indicam que cabe uma reclamação ao PROCON por propaganda enganosa, ou uma queixa na delegacia por estelionato eleitoral.

Veja o que diz uma dessas matérias do famoso folhetim gazeta do Povo:

Publicamente, desde que se lançou à  reeleição, Richa tem afirmado que “O MELHOR ESTà POR VIR” no segundo mandato. Em sabatina à  Gazeta do Povo antes do 1.!º turno, por exemplo, afirmou: “ACHO QUE AS COISAS ESTàƒO DE CERTA FORMA INDO BEM. AGORA COM A CASA EM ORDEM E A MàQUINA AZEITADA, VAMOS AVANà‡AR MAIS”. Segundo aliados próximos, porém, a realidade é completamente diferente. Alguns chegam a classificar a situação financeira do estado como “desesperadora”.!

Mentiu o candidato? Nada sabia? Eu acho que o titereiro deste teatro não contou para ele a real situação, e ele nunca se preocupou em perguntar. Como bom ventríloquo, os marqueteiros fizeram o povo acreditar que o boneco falava e sabia do que estava falando. Mas…

Voltando a citar o nosso folhetim predileto, somos informados que o líder do governo da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), afirmou que as medidas são impopulares, porém necessárias para colocar em ordem as contas do estado.

A realidade chegou e, para cobrir os rombos e conseguir pagar a folha começou o desespero. Veio um pacote de maldades ou, como eu prefiro chamar, um raspa tacho.

O governo aprovou uma emenda no orçamento que permite que ele utilize livremente 15% de sua receita sem consultar o Legislativo. Assim, puxa o cobertor sobre a cabeça para descobrir os pés e nesse passo irá sempre deixando algo descoberto.

Como o caixa está zerado, falta dinheiro para pagar 13!º, mandou dividir em 3 vezes o 1/3 de férias dos funcionários e só começa a pagar as parcelas no ano que vem.

Em outra medida, sobe de uma vez em 40% o valor do IPVA dos carros dos paranaenses e suspende o desconto de 10% para o pagamento do imposto para quem pagava à  vista até o final do mês de Janeiro. Mas não para por aí.

O governo quer reduzir de 5% para 3% o desconto para quem pagar o imposto até abril. Deve realmente estar feia a situação!

Mais um imposto que o paranaense que tem carro não vai conseguir fugir é o aumento do ICMS da gasolina de 28% para 29%, parou no posto pagou mais.

Mas não paremos por aqui, a coisa tá tão complicada que o governador resolveu taxar os aposentados, coisa que não acontecia aqui em nosso estado. Agora 36 mil aposentados do estado perderam 11% de sua renda, já não haviam contribuído antes? A falta de controle e as verdades distorcidas da campanha agora os farão pagar além de uma vida de contribuição.

Para coroar a devassa escondida nas contas públicas do estado que pode não ter receita para pagar a folha de funcionários, o governo faz o que todo devedor responsável faz… pede mais um empréstimo para se afundar ainda mais em dívidas. Isso mesmo, mal consegue pagar a folha e pede à  ALEP autorização para fechar um novo empréstimo de 300 milhões de dólares.

Não pare de se assustar ainda. Para manter uma agenda positiva, o governador se expôs ao ridículo ao inaugurar obras de concessionárias de pedágio como se dele fossem. Inaugurou o contorno de Mandaguari. Na sequência diz que renovou a sinalização das rodovias litorâneas para a temporada de verão 2014/2015. Pena que esta é uma obrigação contratual da concessionaria.

Ano que vem a luta para manter em ordem, em real ordem, as contas do estado será grande. A ALEP precisará se posicionar de uma forma firme e responsável e defender com unhas e dentes o orçamento de nosso estado.

Do jeito que vai, sem um timoneiro, o rombo no orçamento pode chegar ao impagável e irreversível. Teremos em nossas mãos o poder/dever de fiscalizar e garantir que exista um Paraná no porvir. As mentiras e as propagandas serão desmentidas e a amarga realidade deverá trazer pesadelos ao atual governo.

Vamos ao trabalho!

*Requião Filho é advogado, deputado estadual eleito pelo PMDB, especialista em políticas públicas. Escreve à s quintas no Blog do Esmael.

27 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. … Que desastre!

  2. Por essa ótica, o da Dilma também é

  3. Mais uma friagem no Parana escreve uma coisa e faz outra fala mau do psdb e declara voto para o psdb na assembleia GRANDE COVARDE.

  4. Amo o Nordeste por estas e outras coisas apesar do Collor e do Sarney mais nem tudo é perfeito.

  5. PIÁ TONTO NÃO SABE O LADO QUE FICA ????

  6. Piá, você puxou o seu pai, não tem papas na língua, mas não está inventando nada, aliás só aqueles cegos de raciocínio é que não percebem o GRANDE erro que cometeram ao reeleger este governador que passou quatro anos do primeiro mandato fazendo massa marrom e hoje o Estado do Paraná está quebrado.Tem gente que acha que isso é pura ficção, não existe é folclore, conto da carochinha e ficam se iludindo com isso, os sinais que a coisa vai ficar pior ainda é o que se já observou pós eleição. Escolas públicas sendo fechadas no interior do estado, alto do valor do pedágio resultando na quebra da produtividade do porto devido aos empresários procurarem outras rotas menos onerosas e isso é só o começo, já que importou “profissional” da função de Secretário da Fazenda, que passou por São Paulo estava na Bahia e agora vem para o Paraná com a ficha de dar inveja ao Petrolão, mas tem gente que votou nele, agora aguentem o ferro que vão levar neste quatro anos. Vocês que desdenharam dos nordestinos por dizer que lá não sabem votar e aqui alguém sabe?

  7. Caro amigo Esmael
    O Mauricio não está querendo falar “ventriloquo”? ventriculo refere-se a coração. Se estiver errado, me desculpe

  8. Coitado deste rapaz.
    O Governador, inicia, ou melhor,continua
    seu Governo sem dinheiro.
    Sugiro ele pedir a Dilma.
    Porque, alguem vai cobrar as contas.

  9. O filhinho do Senador Aposentado Mitomania mostrando suas garrinhas.

  10. Naõ podemos incluir também nesta conta o suborno que a “presidanta” fez com sua base aliada para aprovar o crime que não é mais crime agora? Imagine a situação: Nós vamos estuprar uma jovem de 14 anos e depois vocês mudam a lei dizendo que isso não é mais crime. Foi isso que aconteceu nessa madrugada em Brasilia a custas de mais de R$ 400 milhões de reais.

  11. o guri está errado não estelionato todos até os mais leigos sabiam que o betinho era assim votaram nele sabendo que viria uma bucha para todo o povo do paraná e o guri requião filho apoiar o traiano isso sim é estelionato eleitoral.

  12. Tá Mauricio Requião Filho, sei lá qual o teu nome….. O seu primo que é um excelente deputado, já comentou isso ontem, mas não vi ele nem você comentarem o “estelionato eleitoral da DIMA” pra começar nomeou um Banqueiro aumentou o juros 2 vezes após as eleições o que vem mais por aí ??…. acho que quem ganhou as eleições foi o Aécio.

  13. SE A IMPRENSA DO PARANÁ NÃO ESTIVER ERRADA, SALVO MELHORES JUIZOS TÉCNICOS E POLÍTICOS, BETO RICHA FALIU, ESTÁ FALINDO E VAI FALIR MAIS O ESTADO DO PARANÁ! E O “CHOQUE DE (INDI) GESTÃO” CONTINUA! FAZER O QUE? SE NÃO HOUVE FRAUDE NAS URNAS ELETRÔNICAS O POVO O ESCOLHEU! AGORA ELE QUER AUMENTAR IMPOSTOS!

    Segundo a lógica capitalista neoliberal anti povo de direita sucateadora de administrações públicas, que é bandeira política do PSDB e quem lhes apoia, quanto maior é o Estado, maior é a necessidade de se arrecadar recursos junto à sociedade. Segundo os direitistas neoliberais, quanto mais ineficiente for o setor público, tanto mais custoso será ao trabalhador manter a estrutura estatal que nas suas argumentações seria “gordurosa, inchada e pesada”. Dessa maneira, um Estado pequeno e extremamente eficiente é algo desejável aos trabalhadores, segundo políticos e governantes apoiados pelos empresários neoliberais “mercadistas”. Afinal, dentro desta visão o Estado se limitaria a um conjunto específico de funções essenciais e, vejam só, as exerceria com maestria, provendo à população um bem público de qualidade, e a um custo justo. Do ponto de vista econômico o crescimento do Estado gera a necessidade do aumento da carga tributária (total de contribuições obrigatórias e impostos arrecadados divididos pelo seu Produto Interno Bruto o PIB que é a riqueza total produzida). Mas há detalhe corrosivo neste “paraíso de sonhos econômicos” que é o aumento (de impostos) da carga tributária torna o recebimento dos bens e serviços públicos mais caros para o trabalhadores comuns e humildes. Isto é, são obrigados a trabalharem mais horas para pagarem seus impostos. De maneira semelhante, o crescimento desordenado do Estado também é caro aos empresários, fazendo com que estes invistam menos. Sendo assim, um aumento (de impostos) da carga tributária acima de determinado nível afeta negativamente o padrão de vida de longo prazo de uma sociedade nas camadas mais baixas, diga-se de passagem. A implicação de política econômica desse fato é óbvia: a carga tributária brasileira já é está por demais elevada, e uma redução da mesma levaria a uma dinamização do crescimento de longo prazo da economia brasileira. Mas no Paraná o governo de Beto Richa vai aumentar impostos!
    SÓ PARA EXEMPLIFICAR E ENTENDERMOS MELHOR, OU SEJA: De maneira geral, os impactos negativos dos impostos aumentados sobre o crescimento econômico de um estado vêm de algo que os economistas chamam de “peso morto dos impostos”. O “peso morto” é a perda de eficiência associada a um imposto específico. Toda vez que o governo aumenta ou cria impostos, uma quantidade de trocas que antes era realizada na economia deixa de ser realizada. Essa redução nas trocas econômicas é justamente o peso morto do imposto. Por exemplo, suponha que você aceite pagar 10 reais para que lavem seu carro. Suponha também que exista alguém disposto a lavar seu carro por 7 reais. Sendo assim, você terá seu carro lavado por um preço entre 7 e 10 reais. No caso do preço acordado ser de 8 reais, você teve um acréscimo de 2 reais em seu bem-estar (toparia pagar 10 reais e pagou apenas 8 reais). E o lavador de carro teria um acréscimo de 1 real em seu bem estar (toparia lavar o carro por 7 reais e recebeu 8 reais). Isto é, o bem estar da sociedade aumentou em 3 reais. Suponha agora que o governo crie um imposto de 4 reais sobre cada carro lavado. Neste caso, a troca anterior passa a ser impossível. Consequentemente, o bem estar da sociedade é reduzido em 3 reais. Esta redução no bem estar da sociedade decorrente do imposto é o que chamamos de peso morto dos impostos.
    A ECONOMIA DO ESTADO DO PARANÁ ESTÁ ASSIM COM E DEVIDO O GOVERNO DE BETO RICHA! SENÃO VEJAMOS:

    http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?tl=1&id=1517642&tit=Richa-vai-propor-aumento-de-impostos-a-Assembleia

  14. Você é do pmdb véio de guerra que apoiará o Traiano na ALEP e terá o Romanelli tucano como líder do governo. Portanto, menos, bem menos.

  15. Tento entender. Esse rapaz se chama Maurício Requião Filho, mas é filho do Roberto… Isso quer dizer que… que… há mais um mistério profundo nessa família…

  16. REQUIÃO FILHO, PRECISA SER APURADO QUANTO O ESTADO DEVE Á PARANAPREVIDÊNCIA, REFERENTE A CONTRIBUIÇÃO PATRONAL, DE TODOS OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS ESTATUTÁRIOS DO PARANÁ.

  17. o despotazinho filho fala grosso, mas estava lá lambendo as botas do Traiano junto com a bancada do PMDB, ou alguem aqui ja esqueceu?

  18. O carro chefe da campanha do Betoboy foi ele dizer que trouxe um mundo de empresas que geraram milhares de empregos; agora vai extigüir justamente a secretaria responsável por essa maravilha!

  19. A VERDADE É COMO O SOL: PODE ATÉ SE ESCONDER POR UM TEMPO, MAS SEMPRE REAPARECE.

  20. Esse é o governo que tinha organizado o caixa e que o melhor estava por vir, como o Zeca Urubu falava na campanha? Kkkkkkkkk kkkkkkkkk E ainda tem uns babacas daqui que falam que os nordestinos não sabem votar! E quem votou nesse desgovernador sabe votar?? Kkkkkk sabe é ser enrolado!Quando a Barbie e o Requeijão falavam que o governo estava quebrado, alguns falavam que era conversa deles! Toma! Aumento no IPVA, a aposentadoria dos pais e dos vovôs taxadas e assim vai!

    • Infelismente não setinha em quem votar. Era no xerife, na barbie ou nesta coisa que esta ai. Deu no que deu!

      • Cada erro….
        fujão da escola…deve ser burro, igual ao escritor desse artigo..

        O boneco do ventríloquo é agora governador por mais 4 anos……….o seu deve ser, chamado então “O GRANDE PRODUTOR DE CAVALOS DE RAÇA, SEU REQUIÃO GROSSO DE FENO…kkkkkkkkkkkkk

        • É amigo Jenuario, pelo que me parece você deve ser marqueteiro do bom moço, do exímio, e falacioso governador, você esta prestes a abraçar o diabo é a ele da credibilidade, ou você é masoquista ou certamente comissionado do estado, afinal os recursos destinados a vários segmentos do estado serão retirados não é, 15% é representativo na saúde, na educação e serão surrupiados sem aprovação da ALEP , para pagar comissionados como você e demais egocêntricos dessa classe mesquinha que infla a maquina do Estado. Que vergonha Paraná!