Por Esmael Morais

Breno Altman: “Papa Francisco foi o revolucionário de 2014”

Publicado em 24/12/2014

Ele ainda destaca o papel de Francisco na histórica reaproximação entre Cuba e Estados Unidos. “Como se não bastasse, o papa Francisco foi decisivo nas tratativas que levaram os Estados Unidos a reatar relações diplomáticas com Cuba, mais de cinquenta anos depois da ruptura”, afirma.

“O primeiro a tentar abrir meus olhos sobre os enganos que cometia e divulgava foi João Pedro Stédile, o bravo líder do MST e da Via Campesina, atualmente um dos principais interlocutores leigos de Francisco. Demorei a lhe dar ouvidos. Aos poucos, contudo, fui me dando conta que havia sido contaminado por preconceitos e desvarios. Vivendo e aprendendo. Hoje reconheço que o papa lidera revolução no catolicismo, que deve ser observada e partilhada pelas forças progressistas do planeta.”

Leia a íntegra em CONFESSO MEUS ERROS SOBRE O PAPA FRANCISCO.