Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

5 de dezembro de 2014
por esmael
30 Comentários

Para Enio Verri, pobres vão pagar pela incompetência de Beto Richa!

basica.jpg

O presidente estadual do PT, deputado Enio Verri, disse nesta sexta-feira, 5, que as famílias mais pobres serão as mais prejudicadas pela proposta do governo que pretende acabar com a isenção do ICMS sobre produtos da cesta básica e aumentar a alíquota do ICMS para uma série de outros produtos. A última parte do “pacote de maldades” para aumentar a arrecadação vai pesar no bolso das famílias mais carentes. Os pobres vão pagar pela incompetência gerencial do governador Beto Richa!, afirmou Verri, eleito em outubro deputado federal.

Segundo reportagem da Gazeta do Povo de hoje, as medidas amargas do governo tucano para aumentar a arrecadação não se restringem ao aumento do IPVA e de tributos da gasolina. O pacote de maldades! também vai acabar com a isenção do ICMS sobre 12 itens da cesta básica e o aumento do aumento de 12% para 18% da alíquota de ICMS sobre uma extensa lista de produtos, como materiais escolares e eletrônicos.

Retirar a desoneração de itens essenciais para o dia a dia das famílias, como arroz, feijão e carnes, é a prova definitiva de que estamos no fundo do poço. Beto Richa quebrou o Paraná. à‰ revoltante e inaceitável a incompetência desse governo!, criticou Verri.

Veja os itens que voltarão a ser taxados em 12% na alíquota do ICMS, conforme proposta do governador do PSDB:

5 de dezembro de 2014
por esmael
15 Comentários

Reinold Stephanes vai assumir Representação do Paraná em Brasília

amauri_stephanes.jpgO deputado federal Reinold Stephanes (PSD), que ficou na 2!ª suplência da disputa pela Câmara, nesta eleição de 2014, será o novo secretário da Representação do Paraná em Brasília. Leia mais

5 de dezembro de 2014
por esmael
18 Comentários

Beto Richa será recepcionado com protesto na quarta em Londrina

richa_londrina_uel.jpgO Sindicato dos Professores de Ensino Superior Público Estadual de Londrina e Região (Sindiprol/Aduel) e Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Estadual de Londrina prometem uma “calorosa” recepção ao governador Beto Richa (PSDB) na quarta-feira, dia 10, quando ele visita a cidade do Norte do estado. Leia mais

5 de dezembro de 2014
por esmael
8 Comentários

Em artigo de Roberto Requião, rechaça política tributária de Beto Richa

O senador Roberto Requião (PMDB), em artigo exclusivo para o Blog do Esmael, nesta sexta-feira (5), analisa a política de substituição tributária! do governador Beto Richa (PSDB) que reajustou ICMS de alimentos da cesta básica e de taxas estaduais como IPVA de veículos, bem como os tributos do Poder Judiciário. O peemedebista defende o corte de milhares de cargos em comissão existentes, com a diminuição sensível da folha de pessoal, para diminuir a despesa estadual e manter os preços de serviços públicos e da alimentação. Para o parlamentar, o povo paranaense não pode pagar essa conta com a anuência da Assembleia Legislativa. Abaixo, leia o artigo.

O senador Roberto Requião (PMDB), em artigo exclusivo para o Blog do Esmael, nesta sexta-feira (5), analisa a política de substituição tributária! do governador Beto Richa (PSDB) que reajustou ICMS de alimentos da cesta básica e de taxas estaduais como IPVA de veículos, bem como os tributos do Poder Judiciário. O peemedebista defende o corte de milhares de cargos em comissão existentes, com a diminuição sensível da folha de pessoal, para diminuir a despesa estadual e manter os preços de serviços públicos e da alimentação. Para o parlamentar, o povo paranaense não pode pagar essa conta com a anuência da Assembleia Legislativa. Abaixo, leia o artigo.

Roberto Requião*

A sociedade paranaense foi surpreendida com projetos de lei propondo o aumento dos impostos estaduais (ICMS e IPVA) e do Funrejus (tributo do Poder Judiciário). Leia mais

5 de dezembro de 2014
por esmael
16 Comentários

Servidores do Detran convocam ‘greve geral’ contra pacotaço de Beto Richa

detran.jpg

O Sindicato dos Servidores do Detran-PR (Sisdep) publicou uma carta aberta! com uma série de críticas pelo descaso com que os trabalhadores do órgão vêm sendo tratados pelo governador Beto Richa (PSDB).

Além disso, o Sisdep convocou assembleia geral da categoria para este sábado (06) com um único ponto de pauta: deflagração de greve geral.

A principal reivindicação dos servidores é um plano de carreira próprio, compatível com a importância do órgão e das funções executadas. Mas eles também reclamam de uma série de problemas que atingem todos os servidores do estado, como a precariedade do Sistema de Assistência a Saúde (SAS), o não pagamento de promoções e progressões, o parcelamento do terço de férias, dentre outros itens do pacotaço tucano.

Na carta aberta, os servidores também lembram o tarifaço de Beto Richa que tem no Detran-PR uma das principais fontes de arrecadação do governo.

Não custa lembrar que no período de fim de ano e férias, o Detran tem sua demanda aumentada, pois muita gente quer colocar seus documentos e veículos em dia para viajar com tranquilidade. Uma greve geral à s vésperas do Natal seria um “desastre”.

Leia a seguir a íntegra da carta aberta dos servidores do Detran-PR:

5 de dezembro de 2014
por esmael
11 Comentários

Moro: Corrupção vai além da Petrobras. Será a Cemig de Aécio?

do Brasil 247
moro_cemigHá indícios de que o esquema de cartel, superfaturamento e pagamentos de propina investigado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato vá “muito além” da Petrobras, atingindo outros setores. A constatação é do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos referentes ao caso, com base em uma tabela apreendida com o doleiro Alberto Youssef em que são citadas cerca de 750 obras públicas em diversos setores de infraestrutura.

“Há indícios que os crimes transcenderam a Petrobras”, disse Moro em despacho publicado na quarta-feira 3, pelo qual o juiz negou o pedido de revogação de prisão de Gerson de Mello Almada, vice-presidente da Engevix. No documento, ele classifica como “perturbadora” a tabela de Youssef. Constavam nela “a entidade pública contratante, a proposta, o valor e o cliente do referido operador, sendo este sempre uma empreiteira”, descreve.

Em declaração recente, Moro disse que grande parte do esquema se mantém encoberto, sem possibilidade de se prever o tamanho do escândalo, nem partidarizar os envolvidos. Seu despacho dessa semana sinaliza que outros setores além do petróleo devem ser alvo de investigação. A oposição deverá agora pressionar para que a apuração atinja, por exemplo, o setor elétrico e todas as obras federais.

Neste cenário, o teste da imparcialidade será a estatal mineira Cemig, joia da coroa do governo Aécio Neves (PSDB), sobre a qual o próprio Sérgio Moro já afirmou ver suspeitas. O juiz apontou, em novembro, uma comissão de R$ 4,6 milhões paga pela InvestMinas, do empresário Pedro Paulo Leoni Ramos, à  MO Consultoria, uma das empresas de fachada de Alberto Youssef, na venda de pequenas centrais hidrelétricas à  Light, controlada pela Cemig. O caso será investigado pela PF.

5 de dezembro de 2014
por esmael
53 Comentários

Requião comenta pacotaço de Richa: “Imbecil” e “ignorante”

requiao_richa.jpgO senador Roberto Requião (PMDB) não economizou adjetivos para classificar as medidas anunciadas pelo governador Beto Richa (PSDB), dentre as quais as que aumentaram os impostos de alimentos da cesta básica. Leia mais

5 de dezembro de 2014
por esmael
13 Comentários

Veja essa: Página no Facebook satiriza a “Prefescura de Curitiba”

prefs_prefeitura.jpgHá tempos a comunicação da Prefeitura de Curitiba vem tentando construir uma imagem bacana do “prefs” Gustavo Fruet (PDT) nas redes sociais. Mais do que um gestor eficiente, o “prefs” tem que ser legal, prafrentex, descolado e tal. Leia mais

5 de dezembro de 2014
por esmael
6 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: Moratória para as lombadas

mac_lombada.jpgRicardo Mac Donald*

Se existe uma praga necessária nas cidades são os redutores de velocidade. Eles aparecem porque uma minoria de motoristas desobedece continuamente as regras de trânsito e os limites de velocidade. Leia mais