Por Esmael Morais

Requião pede afastamento de delegados que fizeram campanha

Publicado em 17/11/2014

O comportamento desses delegados não anula a existência nem diminui um fato grave, que é o escândalo da Petrobras, mas compromete a investigação!, diz ao Viomundo o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Esses delegados acreditam que são os salvadores da pátria, quando, na verdade, estão comprometendo a investigação!, enfatiza Requião.

Na tentativa de alterar o resultado eleitoral, eles estavam evidentemente fazendo vazar depoimentos, quebrando o sigilo da investigação!, alerta o senador. Internet não é espaço privado!.

Tem que se afastar esses delegados, eles estão impedidos de continuar atuando nesse caso da Petrobras!, defende Requião.

Os delegados denunciados são: Igor Romário de Paula, da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado, a quem responde todos os policiais envolvidos na investigação; Márcio Adriano Anselmo, coordenador da Operação Lava Jato; Maurício Moscardi Grillo, chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários; e Erika Mialik Marena, da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros e Desvios de Recursos Públicos do Paraná.