Preterido na disputa pela ALEP, Ratinho Jr ficou magoado com Richa

traiano_richa_ratinho.jpgO deputado estadual eleito Ratinho Júnior, do PSC, mesmo sendo dono da maior bancada com 12 parlamentares e de 300 mil votos, não conseguiu convencer o governador Beto Richa (PSDB) de que seria o melhor nome para presidir a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

O Palácio Iguaçu bateu o martelo nesta tarde ao ajustar a bancada do PMDB para apoiar o líder do governo Ademar Traiano (PSDB) para suceder o também tucano Valdir Rossoni, que a partir de fevereiro muda-se para Brasília.

Magoado, Ratinho Júnior deverá elevar o custo de sua permanência na base de sustentação. Além da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU) para si próprio, o parlamentar deverá reivindicar outros cargos no governo Richa.

Antes do “atropelamento” de Traiano, Ratinho falava que não abriria mão da disputa pela presidência da Assembleia. Que concorreria mesmo sem apoio do PMDB ou de Beto Richa. Os deputados peemedebistas tomaram como bravata do colega do PSC.

Comentários encerrados.