Porta-voz da Globo dá o roteiro do golpe e pisca para Temer

merval_dilma_temer
O jornalista Merval Pereira, colunista do Globo e nome da casa mais alinhado com o PSDB e com os irmãos Marinho, publicou, nesta terça-feira, uma coluna que funciona como uma espécie de roteiro do golpe para a derrubada da presidente Dilma Rousseff.
Embora o texto se chame “Sem golpismos”, é justamente do golpe contra uma presidente reeleita há menos de um mês que ele trata. Um escárnio.
Merval percorre a mesma seara aberta no fim de semana por outro colunista conservador, o poeta Ferreira Gullar, que, no fim de semana defendeu uma espécie de “golpe democrático”, como se ele fosse necessário para “salvar a democracia” !“ exatamente o mesmo argumento que o Globo usava em 1964 para defender o regime militar e a derrubada de João Goulart (leia aqui! a proposta de golpe defendida por Ferreira Gullar).
Os dois colunistas, tanto Merval quanto Gullar, fazem um gesto de sedução ao PMDB. Na sua coluna no fim de semana, o poeta afirmou que seria necessário cooptar forças ainda alinhadas com o petismo. Merval, por sua vez, fala em dois caminhos para o impeachment, que ele parece ver como inevitável.

No primeiro modelo de impeachment, tanto a presidente Dilma quanto o vice Michel Temer seriam atingidos pelo furacão. Neste caso, a acusação estaria relacionada ao financiamento da campanha eleitoral. “No caso da presidente Dilma, no entanto, se a acusação for o financiamento da campanha eleitoral por dinheiro ilegal provindo do petrolão, também o vice Michel Temer estará impedido, pois é a chapa que será impugnada”, diz Merval, lembrando, que, neste caso, haveria novas eleições em 90 dias.
No entanto, Merval propõe um golpe mais palatável para o PMDB e mais sedutor para Michel Temer. “Caso, porém, a acusação contra a presidente for por crime de responsabilidade pela sua atuação no caso da Petrobras, apenas ela será impedida, podendo assumir o vice-presidente Michel Temer”, diz ele.
A Globo piscou para Michel Temer. Ele se deixará seduzir?
Leia, abaixo, o texto de Merval:
Sem golpismos
Merval Pereira
As manifestações a favor do impeachment de Dilma, seja nas ruas, seja de políticos oposicionistas ou de meios de comunicação, podem ser precipitadas, inconvenientes politicamente, mas nunca golpistas, como defensores do governo as rotulam na expectativa de reduzir seu ímpeto. Nada têm a ver, pois, com pedidos de intervenção militar, esses, sim, vindos de uma minoria golpista.
A razão da demanda existe pelo menos em tese: seria a indicação, feita pelo doleiro Alberto Youssef, de que a campanha de 2010 foi financiada por dinheiro do petrolão. E ainda está para ser aprovada a prestação de contas da campanha deste ano, que até segunda ordem será analisada no TSE pelo ministro Gilmar Mendes.
Ou ainda um crime de responsabilidade por não ter a presidente impedido o uso da Petrobras para financiamentos de sua base política, ou ter compactuado com esse esquema, durante o período em que foi a principal responsável pela área de energia.
No mensalão, quando o publicitário Duda Mendonça confessou que havia recebido pagamento no exterior, num paraíso fiscal, pelo trabalho de campanha de 2002, abriu-se a possibilidade concreta de impeachment do então presidente Lula, que não foi adiante por uma decisão política da oposição.
E quem diz que não há golpismo em usar a Constituição para destituir um presidente é o ex-presidente Lula, que aparece em um vídeo que se espalha pela internet defendendo essa tese em um programa de televisão após o impeachment de Collor, liderado pelo PT na ocasião. Disse Lula: “(…) foi uma coisa importante o povo brasileiro, pela 1!ª vez na América Latina, dar a demonstração de que é possível o mesmo povo que elege um político destituir esse político. Peço a Deus que nunca mais o povo esqueça essa lição”.
As democracias mais sólidas do planeta preveem a possibilidade de impeachment do presidente, e um exemplo disso são os EUA, onde nos anos recentes dois presidentes foram alvos de uma ação dessas pelo Congresso. Um, o ex-presidente Bill Clinton, envolvido em um escândalo sexual na Casa Branca, escapou da punição no Congresso, e outro, Richard Nixon, acabou renunciando diante da certeza de que seria impedido pelo Congresso.
No Brasil, o presidente reeleito pode ser impedido por fatos ocorridos no mandato anterior, pois o artigo 15 da lei 1.079, de 10 de abril de 1950, que “define os crimes de responsabilidade e regula o respectivo processo de julgamento”, diz que a “denúncia só poderá ser recebida enquanto o denunciado não tiver, por qualquer motivo, deixado definitivamente o cargo”.
De acordo com o parágrafo primeiro, e seus incisos, do artigo 86 da Constituição, “O presidente ficará suspenso de suas funções: I – nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal; II – nos crimes de responsabilidade, após a instauração do processo pelo Senado”.
Pelo mesmo motivo, Lula não pode ser acusado de crime de responsabilidade por atos cometidos nos oito anos de sua gestão à  frente da Presidência. Caso venha a ser acusado de algum crime, será julgado na Justiça de 1!ª instância, sem foro privilegiado.
Julgado procedente o pedido de impedimento, pelo Senado, do presidente (artigo 52, !§ único, da Constituição), assumirá o vice-presidente, em caráter definitivo, nos termos do artigo 79, caput, da Constituição.
No caso da presidente Dilma, no entanto, se a acusação for o financiamento da campanha eleitoral por dinheiro ilegal provindo do petrolão, também o vice Michel Temer estará impedido, pois é a chapa que será impugnada, e, nesse caso, de acordo com o artigo 81, caput, da Constituição, “far-se-á eleição, noventa dias depois de aberta a última vaga”.
Seria um caso diferente do que aconteceu com o ex-presidente Fernando Collor, pois naquela ocasião apenas ele foi acusado dos desvios de dinheiro, enquanto seu vice Itamar Franco pôde assumir a Presidência, pois não foi envolvido nas acusações. Caso, porém, a acusação contra a presidente for por crime de responsabilidade pela sua atuação no caso da Petrobras, apenas ela será impedida, podendo assumir o vice-presidente Michel Temer.

26 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. organizações com volume morto graças a imprensa alternativa.

  2. Mal Anunciado

    Merval ainda conta com uma aliada, Miriam Leitão. Ontem pela manhã as ações da Petrobrás estavam subindo. Ao meio dia, na rádio CBN, Miriam e Merval fazem colunas destacando os pontos frágeis da Petrobrás. Resultado: à tarde as ações voltam a cair.
    Ainda hoje de manhã na Globo Miriam apresenta gráfico mostrando a queda mas não fala nada do seu “empurraozinho”.

  3. Vai…tenta, vamos ver no que dá!!
    Vou ter que largar meu churrasco de fim de semana.
    Não vou mais para Paranaguá, no começo de ano.
    Não vou visitar meu compadre em uruguaiana.
    Mas tudo bem..vamos lá.

  4. De tudo o que tenho lido ultimamente ,devo concordar com o Celso Rocha ,não tem ninguém santinho nesta história ,TODOS os partidos estão envolvidos em algum tipo de falcatrua, seja no governo federal ou nos estados ,não há obra grande realizada neste pais que não seja superfaturada ou com pagamento de propina,se todos os que estão envolvidos nestes escândalos fossem presos não sobraria nem politico nem empreiteira para continuar a tocar o Brasil

  5. Alô alô Álvaro! Alô Suple Jota! Alô Queiroz! Alô Mendes! Alô Baiano! Esse Parreiras pensa que é o Homem Aranha!! Só que ele não sabe que quem manda na corrupção são os corruptores… Rsrsrs… Tá armando a teia dele no lugar errado!… rsrsrs

    • Jogando xadrez com pombo. Básicamente funciona na base do dá ou desce: Ou a empreiteira libera a comissão, a propina ou não tem contrato. Quanto a Tasso, a Magalhães da OAS e outros lá atrás, não me venha o Chocolate justificar “malfeito com malfeito”. E não voltando tanto no tempo, lemrbo Chocolate que o P erda Total chegou ao “pudê” balançando a bandeira do XÔ CORRUPÇÃo! Vão roubar assim tão safadamente lá na casa do baraio…

  6. Tem tanta gente quietinha… Por que será?? Logo, logo, vai ter muita gente mais “calando a boquinha”… Santo de pau oco também tem medo…

  7. Sabe de nada esse “Parreiras Rodrigues”… No tempo dos militares (que comandavam também a Petrobras) as empreiteiras já eram as mesmas, no mesmo esquema… Mas Geisel (nem Dilma) não ficou rico… Em compensação, a Andrade Gutirrez e os Jereissati (graças ao Fernandinho) ficaram donos da telefonia… Oi Oi Oi gente amiga do meu Paraná!…

  8. Matando o mensageiro, desaparecem as notícias ruins, os “malfeitos”, como Dilma chama a roubalheira, a cleptocracia plantada pelo PT no Planalto Central com tentáculos em todo o Brasil e no Exterior.

    As malhas da Lei haverão de alcançar Lula e Dilma.

  9. A REDE GLOBO SEMPRE TRABALHOU PARA A ELITE DESTE PAÍS, E VIVE ENGANANDO OS POBRES COM SUAS NOVELAS, PROGRAMAS DE FIM DE SEMANA, TIPO FAUSTÃO, LUCIANO HUCK E POR AÍ VAI. POR ISSO QUE APOIO A REGULAMENTAÇÃO DA MÍDIA. DAÍ PERGUNTO: POR QUE O GOVERNO FEDERAL NÃO CANCELA O CONTRATO DA GLOBO EM SUAS TRANSMISSÕES UMA VEZ QUE ELA (A GLOBO) TEM DÉBITOS ENORMES COM IMPOSTOS? ALGUÉM SE ARRISCA A RESPONDER ????

  10. ESTÁ TODO MUNDO DEVENDO TANTO SITUAÇÃO COMO OPOSIÇÃO!

    Esmael e demais “a ideia da direita midiática, pois, é a de que conseguirá desencadear um processo de impeachment de Dilma antes que tudo venha à tona. Quando o conteúdo das delações premiadas for divulgado, quando o Procurado Geral da República e o STF liberarem os nomes dos agentes públicos envolvidos,(DOA A QUEM DOER NÃO FICARÁ PEDRA SOBRE PEDRA) por certo aparecerão nomes de governistas do PT e de outros partidos (DEM, PMDB, PP, PSB, PPS dentre outros) sim, mas também aparecerão nomes do PSDB e do resto da oposição.
    Ah, quem está no poder é o PT? Conversa.
    A oposição ao governo federal também é governo nos Estados e municípios!”

  11. É o que dá o PT ter tratado a Globo com afagos.
    Não precisava ter feito nem força, era só não autorizar o financiamento pelo BNDES a juros prá lá de camaradas tanto à Globo quanto à RBS quando estas estavam por quebrar.
    O mercado da midia teria outras forças ocupando o espaço deixado desocupado e o golpismo teria perdido seu principal baluarte.
    O fascismo no Brasil sempre foi insuflado pelos grandes grupos midiáticos. Sem eles a dar-lhe audiência e publicidade o fascismo no Brasil seria exotismo de uns poucos.

  12. …mesmo argumento usado em 1964 para defender o golpe militar… A Globo surgiu em 1965 ????

    • O argumento é o mesmo e os atores são os mesmo, apenass mudou o cenário.
      A TV Globo surgiu em 1965 mas esta só surgiu como recompensa dos militares golpistas aos serviços prestados pelo jornal O Globo, que é a origem do grupo, para a execução do golpe.
      Informe-se antes de falar bobagens.

  13. Porque no Brasil a trinta anos atrás se foi a rua para que o povo tivesse direito a voto? Foi para que pudesse decidir o seu futuro por conta própria. E o que vê hoje com manifestações de jornalistas alinhados ao PSDB e extrema direita. O ABORTO DESTE DIREITO QUE FOI CONQUISTADO PELO CIDADÃO BRASILEIRO.
    Como já disse, não sou petista e nem tão pouco ligado a partido político algum, mas não posso aceitar que um grupo de GOLPISTAS venham a público e tente na FORÇA destituir uma Presidente eleita pela vontade da MAIORIA dos eleitores, e tendo por trás dos bastidores o DERROTADO Aécio Neves e seu mentor o FHC e agora um grupo jornalistico que tem fortes ligações com a extrema direita. Espero que os que votaram na Dilma se UNAM para DERROTAR mais uma vez estes GOLPISTAS que estão querendo a volta da Ditadura Militar, da volta da falta de liberdade, da anti cultura, da educação retrógrada que só ensinava a ser obediente aos seus comandantes e outros malefícios, onde o Brasil se afundo em uma seara de um país de terceiro mundo, dependente dos EUA e Europa. Hoje o Brasil está passando por um teste de maturidade da sua democracia. E caso vingue o desejo destes separatistas, anti democráticos, com certeza o Brasil voltará a ser uma província dos EUA. Quanto aos envolvidos no Lava Jato, as denúncias tem que ser apuradas, os responsáveis condenados pelos seus delitos, mas isso não pode ser baseados em especulações de jornalistas direitas sem fundamento, mas com muita vontade de ver os neoliberais no poder e continuar a venda das nossas empresas a economia estrangeira. Um exemplo disso que diziam na época que seria benéfica ao Brasil, foi a venda das empresas de telecomunicações e hoje o que se vê nas mãos das estrangeiras. Um serviço de péssima qualidade e um governo de mãos atadas, pois a ANATEL não tem como fiscalizar e processar todas estas empresas,pelo simples motivo. Elas sairiam do mercado e deixariam o Brasil mudo.
    Portanto vamos raciocinar. E deixar que o tempo nos diga a verdade e não FORÇAR UM GOLPE, pois se for para eleger um pessoa e os derrotados orquestrarem um golpe não há mais necessidade de haver eleições no Brasil. Faço este desabafo porque já estou cansado de ver golpistas todos os dias ocupando espaço e não respeitando os brasileiros que votaram na Presidente Dilma.

  14. Um lixo chamado Brasil 247. Um bando de petistas fazendo os diabos para ludibriar o povo.

  15. Essa eleição não foi legítima… houve compra de votos através de bolsas… a urna eletrônica é muito suspeita, cadê meu comprovante de voto em meu candidato.

    Compra de voto é crime, então cumpra-se o que determina a lei… esse horror que fizeram com as estatais, como é que fica… dilma, lula e caterva sabiam de tudo.

  16. O Ferreira Gullar agora virou conservador??? Cadê aquele povo da “esquerda” que o endeusava e etc, etc…

    As voltas que o mundo dá…

  17. …,OS GOLPISTAS ESTÃO ESQUECENDO DE COMBINAR COM OS “RUSSOS”…

  18. Triste o país que tem um Pulha como esse Merval. Mas a Globo tem mais, tem o Mainardi (1 e 2) dois grandes idiotas. Assim temos os Tres Patetas.

  19. Nao se preocupe, a Dilma so perderá o seu cargo se tiver envolvida nas falcatruas…..quem nao deve nao teme……por outro lado se tiver envolvida com a corrupçao da petrobras ai nao será digna de exercer a presidencia do Brasil

  20. O sindicato dos jornalistas tem que enquadrar esse merda!