Enquanto Richa passeia pelo Caribe e EUA, universidades suspendem PDE devido calote do governo

richa_unicentro.jpgBeto Richa nada tem a ver com o governo Paraná e o governo do Paraná nada tem a ver com Beto Richa. Esta é imagem que vem se consolidando na cabeça dos professores do estado ao tomarem conhecimento de que as universidades estaduais estão suspendendo o Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), destinado à  formação e aprimoramento do corpo docente, devido à  falta de recursos.

Richa está em alto mar, no Mar do Caribe, rumando para Miami e Orlando, terra do Mickey Mouse, nos Estados Unidos. Talvez ele não saiba do que esteja ocorrendo no Paraná, aliás, talvez ele ache que não tem nada a ver com isso.

O Palácio Iguaçu está acéfalo e à s moscas, pois o vice-governador Flávio Arns (PSDB) embora considerado café com leite! faz viagem internacional. Cumpre agenda em Montevidéu, no Uruguai, e o cargo caiu no colo do deputado Valdir Rossoni (PSDB), que administra! o estado como se fosse o pequeno município de Bituruna. O Paraná é Bituruna e pouquinho mais.

Nesta segunda-feira (10), a professora Wanda Terezinha Pacheco dos Santos, coordenadora do PDE na Unicentro de Guarapuava, anunciou que o PDE foi interrompido devido a calote do governo do estado. Antes, porém, Unioeste (Cascavel) e UEL (Universidade Estadual de Londrina) também haviam suspendido o processo de formação docente pelo mesmo motivo: não cumprimento do plano de aplicação financeira!, ou seja, em português claro, por causa do calote.

Também está prestes a explodir protestos nos campi da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), que, segundo seus pró-reitores e diretores, vive situação de precarização devido ao completo abandono pelo governo do estado.

Os professores, outrora homenageados, parecem estar vivendo um inferno astral. Estão sem moral no governo Beto Richa e até andam levando surra na Assembleia Legislativa do Paraná (clique aqui).

Comentários encerrados.