Coluna do Ricardo Mac Donald: Curitibanos pagam mais IPVA de seus carros do que IPTU de suas casas

fruet_madonald_iptu.jpgRicardo Mac Donald*

A crise financeira que está se avolumando neste final de ano e promete se instalar em 2015, nos três níveis de governo, requer os tais remédios amargos, difíceis de digerir, mas capazes de evitar males maiores.

As dificuldades do Estado !“ que vem parcelando inclusive verbas salariais, e a situação da União frente a déficits fiscais crescentes e dificuldades de controlar a inflação, fazem com que todos os administradores públicos redobrem o cuidado com suas despesas.

A centralização, fenômeno que dificulta a vida dos municípios, torna as cidades cada vez mais dependentes das parcelas que sobram do bolo federal. Hoje, apenas três capitais brasileiras têm mais receitas próprias que verbas transferidas dos governos estaduais e da União. As demais agravam sua dependência, sendo, de certo modo, forçadas a abrir mão de sua autonomia e capacidade de planejamento em prol de uma agenda centralizada que, muitas vezes, não leva em conta as particularidades municipais.

Nesse cenário, Curitiba luta para manter seu posto de cidade ambiental e economicamente sustentável, bem planejada, que prevê o futuro e age para manter suas conquistas.

Assim, depois de dez anos e de uma perda de arrecadação de 2 bilhões de reais, o IPTU será corrigido, com percentual de 5% e de 8% (para terrenos ociosos), além da inflação do período. Entretanto, cerca de 100 mil unidades continuarão isentas, tendo em vista o tamanho das edificações, valor, renda familiar, finalidades associativas ou assistenciais, com o objetivo de não onerar quem não tem condições de pagar.

Vale ressaltar que, com o protelado congelamento da Planta Genérica do Município, muitos curitibanos estão pagando mais IPVA de seus veículos do que IPTU de suas casas, quando para sustentar a cidade em que vivemos com nossas famílias o razoável deveria ser o contrário.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve à s sextas no Blog do Esmael.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ERRATAS.
    …compraram em sociedade com FILHOS…
    Deveria ter 1 ponto e não uma vírgula depois de
    …há dez anos.
    Mas acho que dá pra entender.

  2. Concordo com o Atleticano pelo menos num ponto (sou Paranista, o IPTU tem que ser progressivo, assim como o IPVA.
    O IPVA deveria ser progressivo também: começaria com uma taxa mínima (0,1% do valor) para veículos de trabalhos, utilitários (exceto para as SUVs de luxo), veículos de transporte públicos e veículos populares. Para os carros de luxo e de passeios a taxa deveria ser em torno de 10% do valor do veículo) e aumentar para os veículos importados. Assim a Prefeitura poderia isentar os imóveis populares do IPTU e demais taxas agregadas.

    • Atleticano e Di Colli:
      Nossa diarista e seu marido moram no Conj. Urano
      em São José dos Pinhais, ela com 59 e ele com 65
      anos, sendo que ele é porteiro em um edifício
      residencial em Curitiba.
      Trabalham 6 dias por semana, e usam ônibus para
      seu deslocamento.
      Casaram-se ha 14 anos, moraram no início de aluguel
      em uma invasão próxima à BR 277, compraram terreno
      e construíram casa de alvenaria de 110m2 + garagem
      há 10 anos, compraram 1 Logan zero há 5 anos já
      pago,há 2 meses compraram em sociedade com falhos
      uma chácara em Quatro Barras.
      NUNCA usufruiram de qualquer bolsa ou seguro
      desemprego.
      Esse negócio de “degrátis”, de isentar, é próprio
      de quem não gosta de trabalhar, se joga nas cordas,
      e daí acha que tem o direito de exigir que aqueles
      que trabalham lhe sustente.

  3. A relação funciona assim: a “prefs” entra com o pé e nós cidadãos com a b…

  4. O aumento dos tributos das três esferas governamentais (federal, estadual e municipal) é consequência da questão financeira que passa hoje mundo e também das péssimas gestões anteriores e atual na administração dos recursos arrecadados. Fora que também existe o flagelo da corrupção que influência negativamente em muitas áreas desde a social até a econômica. E isso acaba no efeito cascata. O Governo Federal não consegue uma boa arrecadação, consequentemente o repasse de recursos para os Estados fica comprometido que por sua vez também não realiza um repasse adequado aos municípios e assim toda a cadeia de investimentos de recursos fica comprometida, afetando diretamente o cidadão que recolhe seus impostos e espera um atendimento adequado por isso. Mas nós estamos no Brasil e não na Suécia,Dinamarca,Noruega e Finlândia, onde os impostos são altos, mas o repasse do governo ao seu cidadão é correto e honesto. Bem diferente daqui, onde tem gente de mão grande e políticos safados que gostam de levar umas vantagens $$$$$ sempre que as oportunidades aparecem, vistos os grandes escândalos ocorridos nos últimos vinte e tantos anos. Anões do Congresso, Mensalão, Petrolão e outros que não tiveram muito destaques na mídia, mas ouve o desvio do dinheiro público que era para atender a sociedade, as enriqueceu muita gente “boa” da sociedade brasileira. E devido a isso, hoje temos que arcar com um aumento de impostos, para que a máquina pública não quebre e famílias desafortunadas não padeçam e assim evitamos o aumento da criminalidade, pois onde a pobreza é grande a criminalidade é gigantesca. Não sou muito a favor de aumento sem contrapartida, mas é a regra do jogo e só podemos mudá-la nas eleições quando a gente tem consciência em que estamos votando.

  5. prefeito mac o ipva metade é do município e esse aumento abusivo do iptu é um roubo

  6. Carro pode ser parado na blitz casa apartamento terreno não.Povo paranaense vamos pagar os impostos para dar ferias aós políticos do parana trabalhão demais.

  7. Bom dia. Realmente o IPTU deve ser escalonado, diferenciado. Não é justo um imóvel localizado num bairro de subúrbio pagar a mesma alíquota de um imóvel localizado num bairro de classe alta. Nós que moramos na periferia somos os mais prejudicados com essa “política elitista” existente em Curitiba, uma vez que não temos um transporte público de qualidade, não temos calçadas e ruas conservadas; a varrição de ruas, a limpeza e a roçada dos matos não são feitas com regularidades e quando precisamos de segurança não aparece ninguém. A Curitiba Ecológica e Maravilhosa somente existe na propaganda desde os tempos do lerninismo.

  8. Tudo bem que se paga mais de IPVA do que de IPTU. Mas quem é que fica com o dinheiro do IPVA e o que é feito com ele? Por outro lado, nem todos possuem automóveis, mas um lugar para morar todos precisam.

    • A METADE DO IPVA VAI PARA A PREFEITURA DE CURITIBA.

      • Sania, muito bem lembrado.
        Detesto esses picaretas que mostram só um lado da
        maçã, para justificar o achaque aos contribuintes.
        Afinal temos uma prefeitura alinhada ao Planalto,
        o que explica então sermos tratados a pão e água,
        como já o é o nosso estado?
        Sempre paguei IPTU e IPVA à vista, mas no caso
        de não haver bônus em 2015 para o IPTU, farei
        questão de usar todas as parcelas a que eu tiver
        direito.

  9. CARO ESMAEL FRUET É ALIADO DO PT VC, ATIRA PARA TODOS OS LADOS.

  10. Falta dinheiro mas continuam aprovando auxílios de todo tipo para o judiciário e demais poderes. Aumento de vereadores e de comissionados. Aumentos enormes no teto do funcionalismo. Administrar aumentando impostos e não melhorando o gerencimento das verbas públicas é fácil. O valor dos imóveis não é corrigido no ir o que é na prática aumento de impostos. Mas para pagar impostos o valor é corrigido. Ha um mal gasto gigantesco do dinheiro público e não temos gestores. O Fruet decepciona cada vez mais.

  11. QUAL O DESCONTO QUE A PREFEITURA DE CURITIBA ESTÁ DANDO PARA QUE OS CONTRIBUINTES QUITEM SEUS DÉBITOS A VISTA? NADA, ABSOLUTAMENTE NADA. COMO É QUE ALGUÉM QUER ARRECADAR SE NÃO DÁ NENHUM INCENTIVO AOS SEUS DEVEDORES??? É MELHOR DAR DESCONTO DO QUE NÃO RECEBER!!! É FÁCIL ASSIM. SERÁ QUE TÁ FALTANDO ALGUÉM PRA DAR IDÉIA PARA A SECRETÁRIA DE FINANÇAS OU TEM PROFESSORES DE MENOS AO LADO DELA???