Por Esmael Morais

Câmara de Curitiba pode voltar à s páginas policiais, diz vereador

Publicado em 13/11/2014

salamuni_camara.jpgUm vereador curitibano afirmou ao Blog do Esmael, sob a condição do anonimato, que a Câmara Municipal poderá voltar à s páginas policiais em breve por causa da eleição para a mesa diretora da Casa.

A disputa pela sucessão do vereador Paulo Salamuni (PV) será em fevereiro, mas já agita os bastidores da política na capital. O súbito interesse pela Câmara tem nome: 2016.

Segundo o parlamentar, um voto para a presidência do legislativo municipal está cotado a R$ 50 mil de entrada e R$ 5 mil mensais, em caso de sucesso, até 31 de dezembro de 2016.

A previsão do vereador, de que vai dar merda, teria a ver com a sobra de orçamento na gestão Salamuni.

Na gestão do verde!, até o final deste ano, estima-se que a Câmara terá economizado R$ 100 milhões que voltarão ao caixa da Prefeitura de Curitiba. E é justamente com essa grana que seria feito o rachid! (divisão do dinheiro) entre os edis.

A Câmara de Curitiba viveu intensa crise política entre os anos 2011 e 2012, que culminou com a renúncia do ex-presidente da Casa, João Cláudio Derosso, que era do PSDB.