15 de novembro de 2014
por Esmael Morais
34 Comentários

Gazeta do Povo na campanha pelo impeachment de Dilma?

gazeta_golpe.jpg“Meia dúzia de gatos pingados”, informou um orelha seca do Blog do Esmael que acompanhou de perto um segundo protesto pelo impeachment da presidenta Dilma em Curitiba. ... 

Leia mais

15 de novembro de 2014
por Esmael Morais
9 Comentários

Requião acusa PSDB de “jogar contra” projeto que proíbe financiamento de empreiteira em campanha eleitoral

requiao_tucano.jpgO senador Roberto Requião (PMDB-PR), neste sábado (15), em tempos de Operação Lava Jato e prisões de mandachuvas das principais empreiteiras do país, pelo Twitter, acusou o PSDB de “engavetar” projeto que proíbe financiamento de campanha por pessoa jurídica: ... 

Leia mais

15 de novembro de 2014
por Esmael Morais
30 Comentários

Novo fiasco em protesto pelo golpe pró-Aécio em Curitiba

ufpr_protesto.jpgCuritiba rejeita o golpe pró-Aécio Neves. à‰ o que se pode concluir devido ao novo fiasco da manifestação pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT). ... 

Leia mais

15 de novembro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Golpistas pró-Aécio marcham neste sábado pelo impeachment de Dilma

veja_intervencao.jpgEnsandecidos pela velha mídia, que atua como braço político do PSDB, os golpistas prometem sair à s ruas neste sábado (15) pela derrubada do governo democraticamente reeleito de Dilma Rousseff (PT).  ... 

Leia mais

15 de novembro de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Big Bang da corrupção fortalece agenda de Dilma

do Brasil 247
dilma_PFEmbora a oposição derrotada nas urnas já esteja se mobilizando para levar à s últimas consequências as investigações da Operação Lava-Jato, que registrou, nesta sexta-feira, um de seus principais capítulos, com as prisões de executivos de grandes empreiteiras, o “big bang” promovido pelo juiz Sergio Moro, pelo Ministério Público e pela Polícia Federal fortalece a agenda de reformas defendida pela presidente Dilma Rousseff.

Mais uma vez, o Brasil se vê diante de um escândalo ligado ao financiamento privado de campanhas eleitorais. Um tema que a presidente Dilma pretende enfrentar já no início do seu segundo mandato. “A minha disposição mais profunda é liderar da forma mais pacífica e democrática esse momento transformador. Estou disposta a abrir um grande espaço de diálogo com todos os setores da sociedade para encontrarmos as soluções mais rápidas para os nossos problemas”, disse ela, em seu discurso de vitória. “Entre as reformas, a primeira e mais importante deve ser a reforma política.” Leia mais