Richa liga “rolo compressor” na Assembleia para prorrogar mandatos de diretores até dezembro de 2015

Compartilhe agora!

traiano_assembleia_lemos.jpgO governo Beto Richa (PSDB) ligou na tarde desta terça-feira (28) o rolo compressor para aprovar, na Assembleia Legislativa do Paraná, projetos de renúncia fiscal e que prorroga em um ano os mandatos dos 2,1 mil diretores de escolas da rede pública do estado. As inscrições de chapas ocorrem até amanhã e a eleição está prevista para o próximo dia 26 de novembro.

A Assembleia aprovou requerimento subscrito por 18 parlamentares que transforma nesta quarta-feira (29) o plenário em comissão geral. Com isso, várias mensagens do Palácio Iguaçu deverão ser aprovadas a “toque de caixa” sem muita discussão.

O tema que mais gerou debates hoje à  tarde foi a prorrogação dos mandatos de diretores. Em eloquente discurso, o líder do PMDB, deputado Nereu Moura, considerou a proposta “um golpe contra a democracia nas escolas”.

“Quem tem direto de prorrogar os mandatos dos diretores são os professores, os funcionários, os pais e os alunos através do voto direto”, discursou o peemedebista.

O deputado Professor Lemos (PT) foi além em sua crítica. Para ele, o governador Beto Richa está fazendo de “bobos” os paranaenses. “Mais de dez mil pessoas já se inscreveram no processo eleitoral esperando a eleição no dia 26 de novembro”, disse.

Já o deputado Tadeu Veneri, líder do PT na Casa, ao considerar a prorrogação um “absurdo” denunciou que o “acordo” feito entre o governador e os diretores, para esticar os mandatos por mais um ano, deveria ter constado no Plano de Governo. “Cursinho, prorrogação é um desrespeito à  comunidade escolar”.

O deputado Ademar Traiano, líder e guru ideológico do governo Richa, usou a tribuna para pedir “equilíbrio” aos oposicionistas. Segundo ele, no governo Roberto Requião (PMDB) também houve prorrogação dos mandatos dos diretores de escola.

O tucano defendeu ainda a reciclagem dos gestores “que hoje vivem em uma sociedade em tempo real, na era da internet”. “O Paraná inteiro defende a prorrogação dos mandatos”, garantiu.

Traiano adiantou que o próximo passo, após a prorrogação dos mandatos, será o governo encaminhar à  Assembleia uma nova mensagem para aperfeiçoar o processo de escolha de diretores. Ele deu uma pista, já anotada anteriormente pelo Blog do Esmael: “Paridade dos votos”; ou seja, pais e alunos terão o mesmo peso que professores e funcionários na hora de escolher o diretor e vice. hoje vigora o sistema proporcional.

Compartilhe agora!

Comments are closed.