Em nome da contenção da baixaria!, TSE censura propaganda de Dilma sobre aeroporto em Minas

Para a velha mídia, o TSE não está censurado, mas apenas dando um basta a "baixaria" da candidata petista. Os jornalões não consideram R$ 14 milhões do erário em obra de propriedade privada baixaria ainda maior.

Para a velha mídia, o TSE não está censurado, mas apenas dando um basta a “baixaria” da candidata petista. Os jornalões não consideram R$ 14 milhões do erário em obra de propriedade privada baixaria ainda maior.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu liminar ao PSDB censurando a petista Dilma Rousseff no horário eleitoral sobre o aeroporto privado construído no município de Cláudio, Minas Gerais, na gestão de Aécio Neves.

Segundo liminar do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, relator do processo, a peça publicitária do PT ataca pessoalmente o candidato tucano e por isso constitui-se em crime.

O texto da propaganda censurada diz o seguinte: “Compare. Enquanto Dilma modernizou aeroportos para o Brasil receber 203 milhões de passageiros ao ano, Aécio só fez dois em Minas. Um deles, na fazenda que era da própria família e a chave ficava nas mãos de seu tio. Na dúvida em quem votar, é melhor comparar”.

Para a velha mídia, o TSE não está censurando, mas apenas dando um basta a “baixaria” da candidata petista. Os jornalões não consideram R$ 14 milhões do erário, em obra de propriedade privada, uma baixaria ainda maior.

Na prática, o TSE tenta judicializar a campanha na reta final. A favor de quem? Contra quem?

Comentários encerrados.