à‰ dando que se recebe: Aécio oferece comando do Itamaraty à  Marina em troca de apoio no 2!º turno

Publicado em 8 outubro, 2014
Compartilhe agora!

via Luiz Nassif/GGN

Emissários do candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) teriam levado à  Marina Silva (PSB) um convite para que esta assumisse o Ministério das Relações Exteriores, no caso de vitória do tucano. O objetivo seria obter o apoio de Marina que ficou em 3!º lugar na disputa presidencial e possui um bom capital político. De quebra, Aécio daria um matiz verde na sua diplomacia.
Emissários do candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) teriam levado à  Marina Silva (PSB) um convite para que esta assumisse o Ministério das Relações Exteriores, no caso de vitória do tucano. O objetivo seria obter o apoio de Marina que ficou em 3!º lugar na disputa presidencial e possui um bom capital político. De quebra, Aécio daria um matiz verde na sua diplomacia.

O jornalista Kennedy Alencar (SBT) cravou em seu blog que assessores de Aécio Neves (PSDB) foram enviados até a ex-ministra Marina Silva (PSB) para convidá-la a ser a futura titular do Ministério das Relações Exteriores. A oferta faz parte da negociação de Aécio pelo apoio de Marina no segundo turno da eleição presidencial contra Dilma Rousseff (PT).

Kennedy destacou que Marina é conhecida internacionalmente, o que lhe daria legitimidade para comandar o Itamaraty. Além disso, ambos compartilham de algumas ideais sobre a política exterma. “Com Aécio e Marina, o Itamaraty daria menos foco ao Mercosul, e tentaria negociar mais com os Estados Unidos e a União Europeia”, analisa o jornalista.

à‰ destaque na imprensa escrita nesta terça-feira (7) que Marina acenou a Aécio, mas em contrapartida, quer que o tucano assuma o compromisso de acabar com a reeleição. Na visão de Kennedy Alencar, Aécio pode até mexer alguns pauzinhos pela medida, mas será “complicado” ver o senador não querer tentar a reeleição. “Uma vez na cadeira, com a possibilidade de ser candidato à  reeleição, é difícil abrir mão”.

Compartilhe agora!

Comments are closed.