Por Esmael Morais

Duas semanas depois de reeleito, governador do PSDB enfrenta protesto de professores no PR; assista

Publicado em 22/10/2014

O governador Beto Richa (PSDB) trocou as bolas! ao prometer em recente entrevista que “o melhor estaria por vir” com a sua reeleição em 5 de outubro. Esta é a opinião de professores da Unioeste, de Cascavel, que foram à s ruas ontem (21), duas semanas depois de confirmados mais 4 anos para o tucano.

Os mestres do PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional), que visa qualificar o magistério paranaense, acusam Richa de dar calote na categoria nos pagamentos de 2014.

Na Universidade Estadual de Londrina (UEL), também em virtude de calote nas bolsas do PDE, os professores de Pedagogia, Letras, Artes e Biologia suspenderam as aulas e orientações (clique aqui).

A crise tem de se alastrar no governo do Paraná a partir da semana que vem, pois várias categorias de servidores públicos e fornecedores deverão se defrontar na segunda-feira (27) com o “choque de realidade” pós-eleição.

Policiais militares também acusam o governo de Richa de calote em avanções e progressões salariais (clique aqui).