CNT/MDA vê empate técnico, com Aécio à  frente

Reuters, via Brasil 247

Levantamento indica que o tucano Aécio Neves tem 45,3% das intenções de voto, enquanto a presidente Dilma Rousseff registrou 44,7%; Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, os dois encontram-se tecnicamente empatados; na sondagem anterior, Dilma tinha 45,5% das intenções de votos, enquanto o candidato do PSDB, aparecia com 44,5%; emoção até os últimos instantes da corrida presidencial.

Levantamento indica que o tucano Aécio Neves tem 45,3% das intenções de voto, enquanto a presidente Dilma Rousseff registrou 44,7%; Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, os dois encontram-se tecnicamente empatados; na sondagem anterior, Dilma tinha 45,5% das intenções de votos, enquanto o candidato do PSDB, aparecia com 44,5%; emoção até os últimos instantes da corrida presidencial.

Pesquisa CNT/MDA divulgada neste sábado ainda aponta um empate técnico entre os candidatos à  Presidência Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), mas traz uma inversão no placar, com o tucano em vantagem numérica sobre a presidente.

O levantamento indica que Aécio tem 45,3 por cento das intenções de voto, enquanto a presidente Dilma Rousseff registrou 44,7 por cento. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, os dois encontram-se tecnicamente empatados.

Na sondagem anterior, Dilma tinha 45,5 por cento das intenções de votos, enquanto o candidato do PSDB, aparecia com 44,5 por cento.

Se forem considerados apenas os votos válidos (descontados os brancos, nulos e indecisos), Aécio acumula 50,3 por cento dos votos, frente a 49,7 por cento de Dilma na sondagem divulgada neste sábado.

A pesquisa foi realizada nos dias 23 e 24 de outubro, com 2002 pessoas em 137 municípios.

As pesquisas mais acompanhadas pelos analistas, Datafolha e Ibope, divulgaram na quinta-feira passada levantamentos mostrando liderança da presidente Dilma.

Pelo Datafolha, o placar era 53 a 47 por cento. Já no Ibope, a vantagem de Dilma sobre Aécio era maior: 54 a 46 por cento. A margem de erro das duas pesquisas é de 2 pontos percentuais.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Comentários encerrados.