Beto Richa sofre derrota histórica na Assembleia Legislativa do PR

alep_galerias.jpgFaltou gasolina para o prometido “tratoraço” do governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa do Paraná. Depois de aberta, a sessão da tarde desta quarta-feira (29) caiu por “falta de quórum” na hora de votação de importantes projetos. São necessárias 28 presenças dos 54 deputados. Havia apenas 25 no plenário, conforme registro no painel eletrônico.

A pauta mais polêmica desta tarde foi a prorrogação da eleição para diretores das 2,1 mil escolas do estado. No início dos trabalhos legislativos, houve muito bate-boca e vaias entre parlamentares e as galerias, que estavam lotadas de educadores.

Segundo o deputado Antônio Anibelli Neto (PMDB), o Anibelinho, a prorrogação da eleição nas escolas gerou dúvidas entre os colegas na Casa. “à‰ uma medida polêmica, mas acho que a eleição deva acontecer este ano e vamos rediscutir as próximas”, sugeriu.

Portanto, até segunda ordem, continua valendo a resolução da Secretaria de Estado da Educação (SEED) que convocou a eleição para diretor no próximo dia 26 de novembro.

O governo Richa também não conseguiu aprovar a anistia de até 95% do valor das multas e que concede desconto de 10% no IPVA, o que possibilitaria de engordar o caixa no final do ano (clique aqui).

Como se vê, derrota no parlamento não é uma exclusividade da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Comentários encerrados.