Beto Richa promete quitar calote! em policiais com folha complementar depois do 2!º turno presidencial

Compartilhe agora!

betopm

Após denúncia do deputado Mauro Moraes (PSDB), presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Paraná, repercutida ontem (22) pelo Blog do Esmael, o governo do Estado, através do Comando Geral da PM, emitiu um comunicado nesta quinta-feira (23) prometendo pôr em dia os subsídios dos soldados recém-formados através de folha complementar impreterivelmente! no dia 7 de novembro de 2014.

O comunicado é na realidade uma tentativa de acalmar os ânimos e diminuir a revolta da corporação, poucos dias antes das eleições presidenciais em que concorre um candidato do mesmo partido e muito próximo ao governados Beto Richa (PSDB).

Na mensagem do Comando Geral da PM, o atraso no pagamento do subsídios aos policiais militares e bombeiros militares promovidos em setembro foi atribuído a questões técnicas e burocráticas, mas é bem sabido que o governo tucano está no limite da Lei da Responsabilidade Fiscal (LFR). Até as capivaras do tradicional Parque Barigui, em Curitiba, sabem de cor e salteado que os calotes! já são mais que previstos.

Abaixo, leia a íntegra da nota emitida pela Secretaria da Segurança:

Os 2.228 soldados da Polícia Militar que encerraram o Curso de Formação no mês de setembro terão suas promoções para soldado de 1!ª classe garantidas por meio de folha complementar a ser creditada no dia 7 de novembro. Também serão promovidos nas mesmas condições 225 bombeiros militares. A bolsa-auxílio recebida durante o Curso de Formação é de R$ 1.655,82, passando para um subsídio de R$ 3.651,10 a partir da promoção.

Att,
Núcleo de Comunicação
Secretaria de Estado da Segurança Pública

Compartilhe agora!

Comments are closed.