Aécio desconversa sobre propina ao PSDB: Soube disso ontem!

Publicado em 17 outubro, 2014
Compartilhe agora!

via Brasil 247

Em Salvador, onde faz campanha nesta sexta, o candidato à  presidência da República Aécio Neves evitou falar sobre declaração da presidente Dilma Rousseff no debate do SBT de que o ex-presidente do PSDB, o falecido deputado federal Sérgio Guerra, teria recebido propina de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras; "Não conhecia esse depoimento, soube dele ontem durante o debate"; o tucano afirmou ainda que a menção de Dilma ao fato "serve para demonstrar que ela está dando crédito à s investigações da CPMI" da Petrobras.
Em Salvador, onde faz campanha nesta sexta, o candidato à  presidência da República Aécio Neves evitou falar sobre declaração da presidente Dilma Rousseff no debate do SBT de que o ex-presidente do PSDB, o falecido deputado federal Sérgio Guerra, teria recebido propina de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras; “Não conhecia esse depoimento, soube dele ontem durante o debate”; o tucano afirmou ainda que a menção de Dilma ao fato “serve para demonstrar que ela está dando crédito à s investigações da CPMI” da Petrobras.

Ao desembarcar em Salvador há pouco, onde faz campanha, o candidato do PSDB à  presidência da República, Aécio Neves, conversou de forma breve com a imprensa e evitou falar sobre declaração da presidente Dilma Rousseff no debate do SBT ontem (16) de que o ex-presidente do PSDB, o falecido deputado federal Sérgio Guerra, teria recebido propina de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras.

“Não conhecia esse depoimento, soube dele ontem durante o debate”, disse Aécio. O tucano afirmou ainda que a menção de Dilma ao fato “serve para demonstrar que ela está dando crédito à s investigações da CPMI” da Petrobras.

Aécio disse ainda que ficou “triste” após o debate do SBT porque sua Dilma teria “insistido em focar no passado e em ofensas pessoais a ele mesmo, como já havia feito com Eduardo Campos e Marina Silva”.

O presidenciável tucano disse que sua vinda a Salvador servirá para reiterar o projeto ‘Nordeste Forte’, que pretende “finalizar todas as obras em andamento na região, melhorar a qualidade da educação e diminuir o número de homicídios em oito anos”, o que reafirma sua intenção de extinguir a reeleição apenas em 2022.

O candidato do PSDB fará caminhada no Centro de Salvador e está acompanhado de oposicionistas como o prefeito de Salvador, ACM Neto; o candidato derrotado a senador Geddel Vieira Lima (PMDB), o líder do PSDB na Câmara, deputado Antônio Imbassahy e da candidata também derrotada ao Senado Eliana Calmon, a juíza-política do PSB.

Compartilhe agora!

Comments are closed.