Lula manda recado para Marina: “Quem está contra o pré-sal é contra o futuro do Brasil”

do Brasil 247

Em ato de "abraço" à  sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, ex-presidente veste camisa de petroleiro para demonstrar "orgulho"; "Em oito anos, depois da descoberta do pré-sal, já tiramos mais petróleo do que nos primeiros 31 anos de história da companhia"; empolgado, Lula deu recado indireto para adversária Marina Silva, do PSB, que atacou a gestão da estatal a partir da delação premiada do ex-diretor Paulo Roberto Costa; "Eu tenho 34 anos no mesmo partido político, não falo mal das pessoas", alfinetou; Marina deixou o PT rumo ao PV, tentou montar o Rede e está no PSB; ela disse ver o petróleo como um "mal necessário"; "Quem é contra a riqueza do pré-sal é contra o futuro do Brasil", carimbou Lula.

Em ato de “abraço” à  sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, ex-presidente veste camisa de petroleiro para demonstrar “orgulho”; “Em oito anos, depois da descoberta do pré-sal, já tiramos mais petróleo do que nos primeiros 31 anos de história da companhia”; empolgado, Lula deu recado indireto para adversária Marina Silva, do PSB, que atacou a gestão da estatal a partir da delação premiada do ex-diretor Paulo Roberto Costa; “Eu tenho 34 anos no mesmo partido político, não falo mal das pessoas”, alfinetou; Marina deixou o PT rumo ao PV, tentou montar o Rede e está no PSB; ela disse ver o petróleo como um “mal necessário”; “Quem é contra a riqueza do pré-sal é contra o futuro do Brasil”, carimbou Lula.

Sem citar diretamente a candidata do PSB, Marina Silva, o ex-presidente Lula fez o principal discurso no ato de “abraço” à  Petrobras, realizado na tarde desta segunda-feira 15, diante da sede da estatal.

– Quem é contra o pré-sal é contra o futuro do Brasil, disse Lula, num recado indireto à  adversária do PSB, que tem apenas duas linhas sobre a exploração do pré-sal em seu programa de governo e afirmou considerar o petróleo “um mal necessário”.

– Quem é contra essa riqueza? Certamente não é o trabalhador brasileiro, nem o petroleiro nem o metalúrgico da indústria naval, acentou Lula.

No Rio de Janeiro, a presidente Dilma Rousseff, citada várias vezes por Lula, está na frente de Marina nas pesquisas de opinião. O candidata do PSB passou a enfrentar problemas no Estado após ter demonstrado frieza sobre “a maior descoberta de petróleo na história contemporânea no plante Terra”, conforme descrição de Lula sobre o palanque.

Com uma camisa de petroleiro da estatal brasileira, Lula disse diante de estimadas 5 mil pessoas que o gesto era para demonstrar “orgulho” pela companhia. Ele lembrou como se sentiu, em 2006, quando foi informado sobre a primeira confirmação da extensão do pré-sal:

– Cheguei em casa e disse para a Marisa: ‘Será que eu nasci mesmo com aquilo virado para a lua para ter no meu governo a descoberta dessa que é a maior riqueza do mundo? De lá para cá, em apenas oito anos, já retiramos mais petróleo para o Brasil dos que nos 31 primeiros anos da história da Petrobras.

Para Lula, o pré-sal vai produzir, nos próximos anos, quatro milhões de barris diários de petróleo.

Ao tratar do tema da CPI da Petrobras, em curso no Congresso e aquecida pela delação premiada do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, Lula foi fiel ao seu estilo:

– A gente sabe que muitas vezes uma CPI só serve para achacar empresários, disse ele, sem entrar em detalhes sobre as denúncias de Costa veiculadas na mídia.

Lula procurou associar as conquistas da Petrobras no campo da exploração do pré-sal, “a sete mil metros de profundidade”, também à  presidente Dilma.

– Nós fizemos a Petrobras apresentar números hoje que nunca teve na sua história.

Comentários encerrados.