Há rumores de “acordo branco” entre PT e Richa. Seria possível?

Compartilhe agora!

Campanha de rua da petista Gleisi Hoffmann não é traduzida no programa eleitoral do rádio e televisão; falta de combatividade na propaganda levanta suspeita, entre petistas, de "acordo branco" com o governador Beto Richa; na verdade, problema é que a comunicação da candidata é sofrível, ruim mesmo, a exemplo do que já foi na eleição de Gustavo Fruet, em 2012, avançou para o 2!º turno e venceu a disputa apesar da TV, que também era coordenada pelo marqueteiro Oliveiros Marques.
Campanha de rua da petista Gleisi Hoffmann não é traduzida no programa eleitoral do rádio e televisão; falta de combatividade na propaganda levanta suspeita, entre petistas, de “acordo branco” com o governador Beto Richa; na verdade, problema é que a comunicação da candidata é sofrível, ruim mesmo, a exemplo do que já foi na eleição de Gustavo Fruet, em 2012, avançou para o 2!º turno e venceu a disputa apesar da TV, que também era coordenada pelo marqueteiro Oliveiros Marques.
A falta de combatividade no penúltimo programa eleitoral da senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná, levantou suspeita entre veteranos militantes do partido de “acordo branco” com o governador Beto Richa (PSDB).

Segundo um desses petistas da velha guarda, “esperava-se que os programas finais na televisão fossem utilizados para convocar a mística militância do PT”.

O boato de “entendimento” entre tucanos e petistas chegou ao Twitter de Requião, que na manhã de hoje cravou essa dizendo “não acreditar” na hipótese:

Gleisi e PT não teriam estômago para fechar “acordo branco” com Richa. O problema é que a comunicação da candidata é sofrível, ruim mesmo, a exemplo do que já foi na eleição de Gustavo Fruet, em 2012, avançou para o 2!º turno e venceu a disputa apesar da TV, que também era coordenada pelo marqueteiro Oliveiros Marques.

Portanto, a falta de combatividade na propaganda petista é fato gritante.

Compartilhe agora!

Comments are closed.