4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Em crise, petistas pedem a “cabeça” do marqueteiro de Gleisi

Marqueteiro Oliveiros Marques fica na "corda bamba" depois da divulgação de nova pesquisa "iBeto" -- ou Ibope -- na corrida pelo governo do Paraná; militância pede mais PT e mais Dilma na propaganda de Gleisi Hoffmann; apesar das críticas, o Marqueteiro de D. Pedro! continua firme e forte na boleia da campanha.

Marqueteiro Oliveiros Marques fica na “corda bamba” depois da divulgação de nova pesquisa “iBeto” — ou Ibope — na corrida pelo governo do Paraná; militância pede mais PT e mais Dilma na propaganda de Gleisi Hoffmann; apesar das críticas, o Marqueteiro de D. Pedro! continua firme e forte na boleia da campanha.

Na tarde de hoje, iniciou-se uma reunião de avaliação da campanha de Gleisi e Dilma no estado que avançou pela noite. As críticas se concentraram no marqueteiro Oliveiros Marques, que foi acusado de “esconder” Dilma e o PT dos materiais impressos e da TV.  ... 

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
62 Comentários

Pesquisa “iBeto”: Richa 44%, Requião 28% e Gleisi 14%

iBeto, sob suspeição, divulgou novos números sobre a corrida pelo Palácio Iguaçu; Beto e Requião sobem, Gleisi estaciona.

iBeto, sob suspeição, divulgou novos números sobre a corrida pelo Palácio Iguaçu; Beto e Requião sobem, Gleisi estaciona.

Nova pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (4), pela RPC TV (Globo) aponta Beto Richa (PSDB) com 44% das intenções de voto para o governo do Paraná, seguido de Requião (PMDB), com 28%, Gleisi Hoffmann (PT), com 14%, e Ogier Buchi (PRP), com 1%. ... 

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Cacete à  vista: Paulo Bernardo assume articulação política das campanhas de Dilma e Gleisi no Paraná

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, anunciou nesta quinta-feira (21) vai coordenar pessoalmente a articulação política das campanhas petistas de Dilma Rousseff (presidente) e Gleisi Hoffmann (governadora) no Paraná. Portanto, é iminente o aumento do “cacete” no governador Beto Richa (PSDB), que luta pela reeleição.

Paulo Bernardo tirou férias e vai percorrer todas as regiões do estado nas próximas semanas.

Nos próximos dias, vou dialogar com lideranças políticas, empresariais e sindicais. Apresentar o plano de governo da Gleisi, que está alinhado com as políticas públicas dos Governos Lula/Dilma, que estão garantindo melhores condições de vida para os paranaenses!, explica.

O ministro adianta que apostará na incompetência do governo Beto Richa (PSDB) para fazer as campanhas de Dilma e Gleisi deslancharem no Paraná.

Tem muita promessa não cumprida e incompetência administrativa a serem exploradas. Este é, sem dúvida, o pior governo da história do Paraná!, dispara.

Paulo Bernardo também pretende alertar o setor do agronegócio sobre o inevitável prejuízo em eventual governo de Marina Silva.

O programa de governo da Marina é retrocesso certo para a economia paranaense, que tem raízes fortes no agronegócio. Nosso estado perderia muito. Vou conversar com os setores do agronegócio e mostrar as diferenças entre as políticas do Fernando Henrique Cardoso, dos governos Lula/Dilma e das propostas da Marina!, afirma.

O ministro lembra que no Governo FHC os empréstimos para agricultura eram 50% com altos juros de mercado e 50% com juros agrícolas.

Naquela época, o agricultor chegava a pagar juros superiores a 25% ao ano. No governo do Lula e da Dilma, o agricultor passou a pegar empréstimo com 100% de juro agrícola, com subsídio do governo federal!, completa.

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Richa promete levantar Aécio. Será?

Presidenciável Aécio Neves vem ao Paraná, amanhã (5), na tentativa de revigorar-se eleitoralmente; Beto Richa flertou com Marina, que além de implodir seu palanque duplo no estado se negou a gravar para o programa eleitoral na TV; afinal, será que o senador tucano voltará a subir nas pesquisas ou o boi já foi para o brejo com corda e tudo?

Presidenciável Aécio Neves vem ao Paraná, amanhã (5), na tentativa de revigorar-se eleitoralmente; Beto Richa flertou com Marina, que além de implodir seu palanque duplo no estado se negou a gravar para o programa eleitoral na TV; afinal, será que o senador tucano voltará a subir nas pesquisas ou o boi já foi para o brejo com corda e tudo?

O governador Beto Richa (PSDB) e o senador Aécio Neves, candidato à  presidente pelo PSDB, participam de um grande encontro com lideranças regionais do Oeste do Paraná, nesta sexta-feira (5), em Cascavel.  ... 

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Dia 10 tem eleição na APP-Sindicato: E aí, vai mais um cafezinho?

Maior sindicato do Paraná escolhe nova direção na quarta (10); APP representa mais de 100 mil trabalhadores da educação, cerca de 70 mil estão aptos a votar; situação na entidade é defendida por Hermes Leão, da Chapa 1, e a oposição é representada pelas chapas 2 e 3; Professor Paixão, em artigo especial no Blog do Esmael, jurou que se eleito, no primeiro dia, revoga a política do cafezinho! em vigor na entidade durante o governo Richa;  Marcia Farherr, também de oposição, afirma que o tucano é uma fraude!; e aí, enquanto isso vai mais um cafezinho?

Maior sindicato do Paraná escolhe nova direção na quarta (10); APP representa mais de 100 mil trabalhadores da educação, cerca de 70 mil estão aptos a votar; situação na entidade é defendida por Hermes Leão, da Chapa 1, e a oposição é representada pelas chapas 2 e 3; Professor Paixão, em artigo especial no Blog do Esmael, jurou que se eleito, no primeiro dia, revoga a política do cafezinho! em vigor na entidade durante o governo Richa; Marcia Farherr, também de oposição, afirma que o tucano é uma fraude!; e aí, enquanto isso vai mais um cafezinho?

Na próxima quarta-feira, dia 10, o maior sindicato do estado, a APP-Sindicato, que tem 100 mil trabalhadores na base, vai à s urnas para eleger a nova diretoria para o triênio 2015-2018. Cerca de 70 mil educadores associados estão aptos a votar, mas a expectativa é de que 35 mil compareçam à s urnas eletrônicas instaladas nas 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná. ... 

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

Gomyde: “àlvaro e Richa não gozam de boas relações”; ouça o áudio

Em entrevista na Rádio Viva FM, de Pato Branco, Ricardo Gomyde desancou nesta quinta (4) o senador àlvaro Dias; segundo ele, o tucano é o senador do "não" em Brasília; candidato do PCdoB também acusou o parlamentar do PSDB de manter relação de aparência! no ninho; "Fez uma composição de última hora para poder ser candidato, mas, todos nós sabemos, [àlvaro e Richa] não gozam de boas relações!, atacou; abaixo, ouça trecho da entrevista.

Em entrevista na Rádio Viva FM, de Pato Branco, Ricardo Gomyde desancou nesta quinta (4) o senador àlvaro Dias; segundo ele, o tucano é o senador do “não” em Brasília; candidato do PCdoB também acusou o parlamentar do PSDB de manter relação de aparência! no ninho; “Fez uma composição de última hora para poder ser candidato, mas, todos nós sabemos, [àlvaro e Richa] não gozam de boas relações!, atacou; abaixo, ouça trecho da entrevista.

O candidato ao Senado pelo PCdoB, Ricardo Gomyde, em entrevista à  Rádio Viva FM, de Pato Branco, região Sudoeste, acusou nesta quinta-feira (04) àlvaro Dias (PSDB) de ser o senador do não! em mais de duas décadas de atuação. Até o Sarney que é um dos remanescentes dessa velha política, nesta eleição, parou!, ao sugerir que o tucano também se aposente. ... 

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
Comentários desativados em Paranaguá realiza Festival de Música neste fim de semana

Paranaguá realiza Festival de Música neste fim de semana

A Prefeitura de Paranaguá, através da Fundação Municipal de Cultura (Fumcul), realiza neste final de semana o 1!º Festival de Música do Litoral (Femul), nos dias 5, 6 e 7 de setembro no Teatro Rachel Costa. Foram 51 canções inscritas e 30 selecionadas para o Festival.

Na sexta-feira e no sábado serão apresentadas as 30 canções selecionadas, das quais 15 seguirão para a final que será no domingo. As 15 canções finalistas também farão parte de um CD do festival. Paralelo à  disputa, haverá oficinas com! o baixista Glauco Solter, o baterista Endrigo Bettega e o ! DJ Caio Mendes; além de! shows com artistas locais.

A entrada para assistir ao festival é gratuita, mas é preciso retirar o ingresso na bilheteria do Teatro Rachel Costa mediante a doação de 1 kg de alimento não-perecível.

Confira a programação completa do Festival no Teatro Rachel Costa:

Sexta-feira (05/09)
19h !“ DJ Caio Mendes !“ Música Eletrônica.
19h50 !“ Apresentação das 15 músicas !“ primeira semifinal.
22h !“ Banda Magnific Jah !“ (Encerramento do primeiro dia).

Sábado (06/09)
19h !“ Apresentação das 15 músicas !“ segunda semifinal.
22h !“ Apresentação Guilherme Costa e Banda.
22h50 !“ Anúncio das 15 músicas finalistas.

Domingo (07/09)
19h !“ Apresentação do cantor Aroldo Amer e Banda.
19h50 !“ Apresentação das 15 músicas finalistas.
22h !“ Apresentação da Banda “Na Tocaia”. Homenagem ao músico parnanguara Endrigo Bettega.
22h50 !“ Encerramento !“ Resultado Final e Premiação do Femul 2014.

Com informações da Prefeitura de Paranaguá e da Fumcul.

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Incompetência e promessas não cumpridas aumentaram crise na segurança pública!, afirma Gleisi

Durante sabatina com universitários na noite desta quarta-feira(3), a candidata à  governadora Gleisi Hoffmann afirmou que seu governo vai dar respostas rápidas e efetivas no combate à  criminalidade e violência no estado. Ela disse que a falta de vontade política, a incompetência administrativa e as promessas não cumpridas pelo atual governo são as principais razões pela grave crise na segurança pública do Paraná. A sabatina foi promovida pela Universidade Positivo, em parceira com o portal RIC Mais.

Gleisi afirmou que o descaso do governo com a segurança pública, evidenciado nas viaturas sem combustível, policiais desmotivados, delegacias sem estrutura e rebeliões nas penitenciárias, transmite uma mensagem de desordem para a sociedade, de que o estado não está preparado para investigar e punir os criminosos.

O candidato à  reeleição se elegeu dizendo que iria criar mais 10 mil vagas no sistema penitenciário do Paraná e até agora não criou sequer uma nova vaga. Desde 2011, o governo federal liberou R$ 137 milhões para que o estado fizesse novas penitenciárias. O governador diz que contratou 390 novos agentes penitenciários, mas 400 saíram do sistema. Precisa ter força de vontade e competência administrativa para fazer, de fato, novas penitenciárias, contratar pessoal e esvaziar as delegacias.!

Na avaliação da candidata da coligação Paraná Olhando Pra Frente, a rebelião de Cascavel era uma situação anunciada, que poderia ter sido evitada. Desde que o governador assumiu já se sabia que era uma situação que precisava ter uma rápida intervenção. à‰ lamentável que nada tenha sido feito, pois havia recursos!, afirmou Gleisi. Somente em 2014, o Paraná já registrou 18 rebeliões, sendo que 23 agentes penitenciários foram feitos reféns.

Gleisi destacou a importância da integração das polícias no combate à  violência e criminalidade e a construção de centros de controle e monitoramento regionais. Em Pinhais temos um exemplo de integração das polícias militar e civil, guarda municipal e Polícia Rodoviária Federal. Por toda a cidade existem câmeras que fazem o monitoramento 24 horas das praças, ruas e avenidas. A Prefeitura conseguiu reduzir em mais de 50% o índice de criminalidade. Podemos fazer isso regionalmente, por todo o Paraná.!

Ela anunciou que irá criar um patrulhamento policial específico para casos de violência contra a mulher, a Patrulha Maria da Penha, inspirado no modelo da Brigada Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
34 Comentários

Richa é suspeito de usar telemarketing do crime! em campanha contra Requião

“Você votaria em quem come mamona?”, eis uma das perguntas que empresas de telemarketing fazem aos eleitores paranaenses visando desconstruir a imagem do senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do estado. A isso, na Justiça Eleitoral, chama-se “campanha negativa” irregular.

A campanha do candidato do PMDB rastreou as ligações e identificou as empresas Talk Telecom e Falkland Tecnologia, ambas de São Paulo, como autoras dos trotes. Além de Requião, no Paraná, as companhias também bombardeiam pelo telefone a candidatura do petista Lindbergh Farias no Rio de Janeiro.

“Agora vamos chegar aos contratantes e se houver continuidade desse serviço sujo pediremos a prisão de todos os envolvidos”, disse o advogado Luiz Fernando Delazari, xerife requianista. O suspeito “número um” de ser mandante das ligações clandestinas é o governador Beto Richa (PSDB), candidato à  reeleição, conforme detalha decisão liminar do juiz Leonardo Castanho Mendes, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE).

O magistrado concedeu 24 horas para as duas empresas cumpram a decisão e definiu multa de R$ 10 mil para cada nova ligação telefônica realizada. Além do mais, a Talk Telecom e a Falkland Tecnologia terão de declinar o nome dos contratantes dos serviços sob pena de enquadramento na lei que tipifica o crime eleitoral.

A seguir, leia a íntegra da decisão judicial contra o “telemarketing do crime”:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/09/telemarketing_do_crime.pdf

Leia mais

4 de setembro de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Coluna do Requião Filho: “Kinder Ovo” faz mal à  Segurança e à  Polícia

Requião Filho*

Acerca de surpresas! comuns na Administração Pública uma merece algum tempo de reflexão. Não tanto pela polêmica causada, mas pelo anacronismo escondido nas entrelinhas do pensamento manifestado, em descompasso com a modernidade que se espera do agente público moderno.

Certa feita escutou-se de um Chefe de Estado que uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens de um oficial ou um superior que possua uma patente mais elevada. Para um cidadão mais desatento, tal frase parecerá tirada de algum discurso provincial do século 19. Mas, pasme, essa afirmação estapafúrdia não data de período remoto, sendo deveras contemporânea.

Tema mais do que debatido e hoje pacificado entre todas as correntes de pensamento, da mais aguerrida esquerda à  incompreensível direita radical, é a certeza de que a educação é o pilar e o caminho para o progresso de nosso país e o bem estar de nossa gente.

Embora todo discurso político levante a bandeira da educação, de fato, não são muitos que por ela batalham. Assim, como não é possível a quem quer que seja se socorrer de um marqueteiro durante as 24 horas do dia, há vezes em que se deixam escapar raros espasmos de sinceridade, momento em que se revela o que a pessoa realmente almeja, como um vezo de pensamento retrógrado e que tristemente ainda persiste em parte de nossa casta política que insiste na dominação pela ignorância. Isto revela seu verdadeiro caráter, que não combina com o discurso do diálogo e respeito. A tentativa de domínio dos grupos pela ausência de condições de acesso à  educação é a máscara que tenta esconder a falta de liderança natural e de competência administrativa.

Estilo medieval de dominação de massas, a manutenção da ignorância como ferramenta de poder tem de ser extirpada do pensamento do administrador público moderno. Qualquer Estado que deseje crescer econômica e culturalmente, de maneira perene e consistente, deve avançar sobre os trilhos do investimento em educação, em todas as formas de atuação governamental.

E, obviamente, na segurança pública não deve ser diferente. Todos nós queremos uma polícia moderna, instruída e preparada. Queremos que o conceito de comunidade inserto na etimologia da palavra polícia se traduza em instituições formadas por policiais que se sintam cidadãos em plenitude. E que a comunidade veja em cada policial o indivíduo exemplo, aquele em que se espelha e confia. O caminho para isto é o investimento na formação e no aperfeiçoamento dos policiais !“ a educação como pilar.

Resta claro que a polícia não se resume a alguns carros caros e lustrosos, mostrados em superproduções de propaganda, ou em números de estatística manipulada. A polícia é composta de homens e mulheres que aceitam o difícil sacerdócio de proteger seu semelhante, Leia mais