TRE-PR terá coragem de multar a Folha de S. Paulo ou vai afrouxar o sutiã?

Publicado em 22 agosto, 2014
Compartilhe agora!

Tribunal Regional do Paraná (TRE), que costuma ser draconiano com profissionais de imprensa e candidatos no estado, terá coragem de punir o jornal Folha de S. Paulo; edição desta sexta (22), que circula nestas plagas, traz suposta pesquisa em que Marina Silva está consolidada! em segundo lugar sem, no entanto, declinar o nome do instituto e registro da sondagem; por muito menos, a corte puniu paranaenses que afirmavam que o jogo eleitoral estava embolado! na corrida pelo Palácio Iguaçu; os juízes do TER-PR serão tigrões com a Folha?
Tribunal Regional do Paraná (TRE), que costuma ser draconiano com profissionais de imprensa e candidatos no estado, terá coragem de punir o jornal Folha de S. Paulo; edição desta sexta (22), que circula nestas plagas, traz suposta pesquisa em que Marina Silva está consolidada! em segundo lugar sem, no entanto, declinar o nome do instituto e registro da sondagem; por muito menos, a corte puniu paranaenses que afirmavam que o jogo eleitoral estava embolado! na corrida pelo Palácio Iguaçu; os juízes do TER-PR serão tigrões com a Folha?
O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) destaca-se no país pela judicialização da política e da opinião. Para o Blog do Esmael, órgão vem extrapolando seu papel ao avançar sobre a Constituição Federal que garante a liberdade de expressão.

Nesta sexta-feira (22), o jornal Folha de S. Paulo, que também circula nestas plagas fisicamente e pelos bytes da internet, traz informação de que a candidata Marina Silva (PSB) está “consolidada” em segundo lugar com 20%.

A Folha relata ainda que a presidenta Dilma Rousseff (PT) lidera a corrida e Aécio Neves (PSDB) está em terceiro lugar com 15%.

“Em reunião na noite de quarta (20), com a presença de Dilma e do ex-presidente Lula no Palácio da Alvorada, os coordenadores da campanha analisaram pesquisas que mostrariam a petista com cerca de 40%, Marina acima de 20% e Aécio com 15%”, especula o jornal paulistano, sem informar o registro e o nome do instituto que fez a sondagem.

No Paraná, o TRE multou candidatos, jornalistas e blogueiros que sequer falaram em números. Apenas disseram que a disputa ao governo do estado estava “embolada”.

Pois bem, os promotores do Ministério Público Eleitoral e juízes do TRE do Paraná serão “tigrões” com a Folha? A conferir.

Abaixo, leia a íntegra da matéria no jornal Folha de S. Paulo:

Comitê petista já considera Marina como 2!ª colocada

ANDRà‰IA SADI
VALDO CRUZ
GABRIELA GUERREIRO
DE BRASàLIA

A cúpula da campanha de Dilma Rousseff avalia que a ex-senadora Marina Silva (PSB) já está consolidada na segunda colocação na disputa pelo Palácio do Planalto e que o tucano Aécio Neves, se quiser reverter o quadro atual, terá de bater na nova adversária da disputa.

Em reunião na noite de quarta (20), com a presença de Dilma e do ex-presidente Lula no Palácio da Alvorada, os coordenadores da campanha analisaram pesquisas que mostrariam a petista com cerca de 40%, Marina acima de 20% e Aécio com 15%.

Segundo um dos participantes da reunião, estes levantamentos mostram ainda que, num cenário de 2!º turno, Marina já aparece na frente de Dilma, fora da margem de erro.

A cúpula petista está dividida, porém, sobre quem seria o melhor adversário num segundo turno. Um grupo prefere Aécio, por considerar mais fácil fazer o contraponto do nós contra eles e porque, nos últimos levantamentos de segundo turno feitos pelo partido, Dilma aparece na frente do tucano.

Além disso, Marina é vista como imprevisível e como alguém que cativa um eleitorado que já votou no PT e está indeciso.

Outra ala, no entanto, acredita que seria mais fácil derrotar Marina, porque o voto da direita e de boa parte do empresariado, que iria para o tucano, deve voltar para Dilma.

Aliado da presidente Dilma e amigo pessoal de Marina, o senador Jorge Viana (PT-AC) disse nesta quinta preferir o embate com Aécio, em um eventual segundo turno. Na quarta, o líder do PT na Câmara, o deputado Vicentinho (SP), já havia afirmado o mesmo.

“Se pudéssemos escolher adversário, ele seria o PSDB. Poderíamos comparar facilmente os oito anos de governo do PSDB com os anos do governo do PT. A Marina fez parte desse governo do PT, mas traz novidades nas teses que defende e nas práticas que aposta”, disse Jorge Viana.

Para os tucanos, o discurso petista é jogo de cena. A cúpula do PSDB avalia que o PT quer inflar Marina porque teme a disputa com Aécio. A campanha tucana, contudo, reconhece que o cenário atual, com a entrada de Marina, ficou desfavorável para Aécio.

Compartilhe agora!

Comments are closed.