Trabalhadores do transporte coletivo de PG aceitam proposta do prefeito e descartam greve

Os trabalhadores do transporte coletivo de Ponta Grossa aceitaram a proposta do prefeito Marcelo Rangel (PPS) e descartaram, nesta segunda-feira, a realização de uma nova greve nos ônibus da cidade.

Os trabalhadores do transporte coletivo de Ponta Grossa aceitaram a proposta do prefeito Marcelo Rangel (PPS) e descartaram, nesta segunda-feira, a realização de uma nova greve nos ônibus da cidade. Pelo acordo, os motoristas e cobradores ganham o direito de credenciar-se no programa Mercado da Família e adquirir produtos a preços em média 46% menores do que no mercado.

Motoristas e cobradores que atuam no transporte coletivo urbano de Ponta Grossa aceitaram nesta segunda-feira proposta feita pelo prefeito Marcelo Rangel (PPS) e, com isso, foi abortada a possibilidade de uma nova paralisação da categoria. Pela proposta do prefeito , os motoristas e cobradores ganham o direito de credenciar-se no programa Mercado da Família, da Prefeitura de Ponta Grossa, que oferece produtos a preços em média 46% menores do que nos mercados comerciais. à‰ uma proposta que não causa nenhum impacto na planilha de custos do transporte coletivo!, reforça Rangel.

Com essa proposta, os trabalhadores recebem uma substancial vantagem nas compras de produtos alimentícios e de higiene e limpeza, disponíveis nas lojas do Mercado da Família.

O Executivo já enviou projeto de lei para apreciação da Câmara, autorizando a inclusão dos trabalhadores do transporte coletivo urbano entre os beneficiários do programa Mercado da Família. Acreditamos que essa proposta, sem alterar o equilíbrio do contrato e sem causar impacto na planilha, atende aos motoristas e cobradores e não ocasionará qualquer prejuízo ou custo extra aos usuários do sistema!, anota Rangel.

Dentro do que propôs o governo, será também cedida uma sala, para uso de motoristas e cobradores, no prédio do Terminal Central de Transporte Coletivo. Além disso, motoristas e cobradores receberão, em sua folha de pagamento, um abono de R$ 150, este ano, e outro de R$ 50, em janeiro de 2015.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Trocadores de Ponta Grossa (Sintropas), Ricardo Peloze, que recebeu do prefeito Marcelo Rangel a proposta, disse ontem (segunda) que os trabalhadores aceitaram de forma unânime! a oferta da prefeitura, destacando que motoristas e trocadores não tinham acesso ao programa Mercado da Família, e que essa solução foi bastante apreciada. Sem a intervenção do prefeito Marcelo Rangel essa composição não seria possível!, avaliou. Peloze também lembrou o atendimento a uma reivindicação antiga da categoria, igualmente atendida pelo prefeito Rangel, que é a sala disponibilizada para motoristas e cobradores no Terminal Central.

Até então, segundo Peloze, os profissionais não contavam sequer com um espaço para suas refeições, no Terminal. O presidente do Sintropas também elogiou a aproximação da categoria com o Executivo: agora prefeitura e trabalhadores vão atuar em conjunto!. Com isso, segundo ele, também há uma possibilidade muito maior de diálogo e buscar o entendimento: a categoria está satisfeita com a forma que a negociação ocorreu e com os resultados!.

Comentários encerrados.