Tensão entre candidatos na véspera de debate e pesquisa Datafolha

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Os principais candidatos ao governo do Paraná tensionam entre si a pouco mais de 24 horas do primeiro debate nestas eleições, promovido pela Band TV, de Curitiba, que começará à s 22 horas de amanhã. Contribui para a ansiedade dos contendores a primeira pesquisa estadual do Datafolha, que deverá sair algumas horas antes do confronto televisivo.

O governador Beto Richa (PSDB), que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferência: o senador Roberto Requião (PMDB), que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) diminui o ritmo da agenda visando preparar-se para o debate desta quinta. Ela deverá centrar fogo no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

“O Requião deu nó tático na Gleisi, que não pode bater nele por uma questão nacional”, observa um importante integrante da campanha da senadora do PT.

Já o candidato do PRP, Ogier Buchi, homem experiente da televisão, promete revelar “coisas do passado” de Gleisi Hoffmann. Segundo sua assessoria, ele esteve esta semana no Mato Grosso do Sul “colhendo provas” contra a adversária do PT. Ela foi secretária de Reestruturação Administrativa naquele estado durante a gestão de Zeca do PT.

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Quem vota no Requião só pode ser tetra…tetraplégico cerebral!

  2. Requião já ficou 12 anos no poder e o que de concreto ele fez? os senhores defensores ferrenhos desse ditador que acabou com a industria em nosso estado!!

    • Vc sabe que ele é a melhor opção mas fica escrevendo essas asneiras porque se ele ganhar vc perde algo né kkkk mas os paranaenses sabem do potencial do cara. VAI DAR DILMA E REQUIÃO.

  3. Tucanalhada não tem nem vergonha na cara em lançar um candidato laranja.

  4. Eu vou ser um eleitor Tetra, taca lhe o pau Requião.

  5. …,DATAFALHA/REDE ROUBO/VEJA…,SÓ ENGANA OTÁRIOS…,Á VERDADEIRA PESQUISA É,DILMA REELEITA,REQUIÃO GOVERNADOR,É SÓ MANDAR PREPARAR O TERNO PARA Á POSSE,VIVA O BRASIL!!!

  6. E o Orange Buchi a serviço do patrão dos filhos dele!
    LARANJA não tem vergonha na cara!!!!