PT anuncia abertura de CPI para investigar propina no metrô de SP

Compartilhe agora!

da Agência Senado e Brasil 247

Reunião para o início dos trabalhos está marcada para as 15h desta quarta-feira e será presidida pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), como membro mais antigo da comissão; a CPI Mista do Metrô foi proposta pela base de apoio ao governo no Congresso para apurar denúncias de formação de cartel e corrupção em contratos de linhas de trens e metrôs em governos tucanos em SP; objetivo é minar a reeleição do governador Geraldo Alckmin; O nosso desafio será o de dar quórum para a reunião. Se isso ocorrer, será uma vitória política. O presidente Renan Calheiros não vinha se empenhando. Não é revanche!, garante o líder do PT no Senado, Humberto Costa.
Reunião para o início dos trabalhos está marcada para as 15h desta quarta-feira e será presidida pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), como membro mais antigo da comissão; a CPI Mista do Metrô foi proposta pela base de apoio ao governo no Congresso para apurar denúncias de formação de cartel e corrupção em contratos de linhas de trens e metrôs em governos tucanos em SP; objetivo é minar a reeleição do governador Geraldo Alckmin; O nosso desafio será o de dar quórum para a reunião. Se isso ocorrer, será uma vitória política. O presidente Renan Calheiros não vinha se empenhando. Não é revanche!, garante o líder do PT no Senado, Humberto Costa.
O Senado instala nesta quarta-feira a chamada CPI Mista do Metrô de São Paulo. A reunião para o início dos trabalhos está marcada para as 15h e será presidida pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), como membro mais antigo da comissão.

Neste primeiro encontro devem ser eleitos o presidente e o vice, bem como escolhido o relator da comissão.

A CPI Mista do Metrô foi proposta pela base de apoio ao governo no Congresso. O objetivo é apurar denúncias de formação de cartel, corrupção de autoridades e outros ilícitos nos contratos, licitações, execução de obras e manutenção de linhas de trens e metrôs em gestões tucanas em São Paulo. Mas, sobretudo, o PT visa minar a reeleição do governador Geraldo Alckmin.

A investigação será conduzida por 13 senadores e 14 deputados. A maioria faz parte do bloco de apoio ao governo federal. O pedido para a criação da comissão foi apresentado no mês de maio. O prazo previsto para as averiguações é de 120 dias.

O nosso desafio será o de dar quorum para a reunião marcada para as 15h. Se isso ocorrer, se houver quorum, será uma vitória política. O presidente Renan não vinha se empenhando. Não é revanche!, garante o líder do PT no Senado, Humberto Costa.

Pelo rodízio, o relator da CPI do Metrô será o deputado Renato Simões (PT-SP). O presidente será um senador do PMDB.

Compartilhe agora!

Comments are closed.