marina_eduardo.jpg

| Comente agora

À primeira vista, com o desaparecimento de Eduardo Campos, soa como natural que a vaga seja “herdada” pela ex-senadora Marina Silva, vice na chapa socialista. Entretanto, uma eventual candidatura de Marina à Presidência da República não interessa a Aécio Neves (PSDB) nem a Dilma Rousseff (PT). Ela também tem muita resistência no PSB e não é confiável à velha mídia, que teme aventura parecida como a que foi Collor de Mello.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.