Novo presidente da Comec mais perdido que surdo em bingo

Novo presidente da Comec (Coordenação da Região Metropolitana), Luis Alberto Alves, recém-nomeado pelo governador Beto Richa, ontem, durante audiência pública no município de Tijucas do Sul, falou sobre a novela das nove, do tigre que atacou uma criança em Cascavel, mas nada sobre reduzir a tarifa de ônibus que hoje custa R$ 15 até Curitiba; prefeitos ligados à  Assomec consideraram sofrível! e decepcionante! a participação do representante do Palácio Iguaçu.

Novo presidente da Comec (Coordenação da Região Metropolitana), Luis Alberto Alves, recém-nomeado pelo governador Beto Richa, ontem, durante audiência pública no município de Tijucas do Sul, falou sobre a novela das nove, do tigre que atacou uma criança em Cascavel, mas nada sobre reduzir a tarifa de ônibus que hoje custa R$ 15 até Curitiba; prefeitos ligados à  Assomec consideraram sofrível! e decepcionante! a participação do representante do Palácio Iguaçu.

Pegou mal. Em audiência realizada ontem (4) sobre transporte coletivo no município de Tijucas do Sul, o novo presidente da Comec (Coordenação da Região Metropolitana), Luis Alberto Alves, recém-nomeado pelo governador Beto Richa (PSDB), deixou o público presente decepcionado. O evento tinha como intuito discutir novas soluções para a melhoria do transporte público na região, principalmente, no que diz respeito ao valor da tarifa. Hoje, o tijucano paga R$ 15,00 na passagem de ônibus para ir à  Curitiba.

O valor que tem deixado a comunidade desesperada. Pois bem, para esclarecer esta história e tentar solucionar, nada melhor que o presidente da Comec.

Primeiro, Alves chegou aproximadamente uma hora atrasado e assim que começou a falar já causou alguns espantos por parte das pessoas ali presentes. O escolhido do governador disse que não sabia o que poderia fazer. Não soube responder de quem é a responsabilidade em cobrar uma nova licitação das linhas metropolitanas (sendo que quem administra o transporte coletivo na RMC é a Comec).

Também errou feio no posicionamento de Tijucas do Sul no IDH !“ àndice de Desenvolvimento Humano. Repetiu por três vezes que Tijucas possui o 18!º IDH do Estado, sendo que atualmente ocupa a triste colocação número 277.

O presidente da Comec chegou a falar até do caso do tigre de Cascavel, mas em nenhum momento conseguiu explicar porque uma família de quatro pessoas que vive em Tijucas do Sul gasta R$ 120,00 de passagem para ir até a capital um percurso de menos 50 quilômetros.

Logo que fez sua catastrófica explanação, Luis Alberto Alves pediu pra sair! da reunião e deixou a Audiência rolar! no salão da igreja de Tijucas.

Para o presidente da Câmara Municipal, Claudemir Machado (PT), a atitude do representante maior do transporte foi lamentável. Um tema desta magnitude, que desperta a atenção da comunidade local ser tratada com tanta displicência é complicado!, disse após o término da sessão.

A Audiência Pública sobre o transporte coletivo foi realizada por iniciativa dos vereadores. Fizeram parte das discussões o prefeito de Pinhais e presidente da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba) Luizão Goulart (PT), o deputado estadual Toninho Wandscheer (PT), o prefeito anfitrião Altair Gringo (PP) e os representantes da Concessionária Litoral Sul, Prefeitura de Curitiba e Prefeitura de São José dos Pinhais.

Comentários encerrados.