Por Esmael Morais

Morto é principal cabo eleitoral de candidato a deputado no Paraná

Publicado em 14/08/2014

O Paraná está cheio de herdeiros políticos!, como o governador Beto Richa (PSDB), o deputado Alexandre Curi (PMDB), entre outros. ! O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), se elegeu deputado federal em 1996 substituindo seu pai, Mauricio Fruet, falecido poucos dias antes das eleições.

A trágica morte do candidato a presidente Eduardo Campos (PSB) ocorrida ontem (13) trouxe o tema à  tona. Analistas políticos! costumam afirmar que casos de vitimização, como falecimentos de parentes ou correligionários, tendem a atrair a simpatia dos eleitores, o que pode ser revertido em votos.

Mas Marquinhos Roque é campeão em enfatizar a herança! no material de campanha. Seu irmão, Marcelo Roque, candidato a deputado federal pelo PV é mais discreto. Limita-se a usar o slogan Com a experiência e a força do povo, é Roque de novo!”, numa clara referência ao pai, visto que é bem novo e não tem lá muita experiência.

Já Marquinhos resolveu não arriscar e abandonou a sutileza. Ele deve pensar que se o pai era bom de voto, é melhor! fazer de tudo para garantir que esse capital político lhe sirva de herança.