exames.jpg

| Comente agora

Os professores e pedagogos aprovados no concurso público do magistério estadual estão indignados. Muitos estão prevendo dificuldades financeiras para conseguirem ingressar no serviço público da educação. O motivo é a batelada de exames e avaliações com especialista que deve ser feita e custeada pelos próprios candidatos, que segundo relatos pode chegar a R$ 800,00. s concursados questionam o porquê de os exames não serem agendados pelo SUS, que é público, ou pelo SAS, que existe para justamente atender aos servidores. Qual é o interesse do governo em firmar convênios com clínicas particulares?

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.