befunky_artwork.jpg

| Comente agora

Partiu do presidente eleito de Israel, Reuven Rivlin, a iniciativa de telefonar para a presidenta Dilma Rousseff e apresentar um pedido de desculpas formal pela que disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, que chamou o Brasil de “anão diplomático”. Ele afirmou que as expressões utilizadas por Yigal Palmor não correspondem aos sentimentos da população de seu país. O pedido de desculpas acabou por ridicularizar os críticos brasileiros que fizeram coro com o porta-voz israelense.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.