pepe_rodovias.jpg

| Comente agora

Profissionais ratificam suspeitais de ilegalidade nas obras de duplicação de rodovias que não teriam empenho nem mesmo autorização formal do governo do estado, o que constituiria aos olhos da Lei 8.666/93 como crime de improbidade administrativa; segundo engenheiros lotados no DER, órgão vinculado à Secretaria de Infraestrutura, comandada por Pepe Richa, irmão do governador tucano, a Taxa Interna de Retorno (TIR) entre 18 e 22% no pedágio favorece empreiteira Oderbrecht na bilionária Parceria Público-Privada da PR-323; senador Requião formalizou ontem denúncia no Ministério Público e pediu informações a Beto Richa.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.