Em nota oficial, Pango contesta coluna de Marcelo Araújo

Publicado em 26 agosto, 2014
Compartilhe agora!
A empresa Pango Mobile Parking, citada na coluna de Marcelo Araújo neste blog na última segunda-feira, e que tem uma parceria piloto com a Prefeitura de Curitiba para pagamento do EstaR através de smartphones, emitiu uma nota oficial contestando acusação de irregularidade no projeto. Como este Blog é um espaço democrático e amante do bom debate, publicamos a íntegra da nota.
A empresa Pango Mobile Parking, citada na coluna de Marcelo Araújo neste blog na última segunda-feira, e que tem uma parceria piloto com a Prefeitura de Curitiba para pagamento do EstaR através de smartphones, emitiu uma nota oficial contestando acusação de irregularidade no projeto. Como este Blog é um espaço democrático e amante do bom debate, publicamos a íntegra da nota.

Recebemos uma nota da! empresa Pango Mobile Parking contestando a coluna de Marcelo Araújo publicada na última segunda feira. Publicamos seu inteiro teor a seguir:

Nota Oficial

A Pango Mobile Parking informa que as afirmações publicadas no blog do Esmael Morais, na coluna do advogado Marcelo Araújo, nesta última segunda-feira (25), não retratam a veracidade dos fatos e os reais objetivos do teste da solução de pagamento eletrônico de estacionamento rotativo Pango Mobile Parking.

A Pango Mobile Parking é uma empresa multinacional privada, presente em mais de 50 cidades do mundo, e utiliza verba própria para a realização dos testes e procedimentos operacionais nos locais de interesse, não constando em seu escopo de atuação ou estratégica a busca por investidores para alavancar suas operações. A Pango Mobile Parking também não compactua e jamais se alinharia a uma operação direcionada ou ao chamado balcão de negócios, conforme o colunista afirma.

A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) está desenvolvendo um projeto de modernização do sistema de controle do estacionamento regulamentado, respaldado por portaria divulgada em Diário Oficial !“ onde convida empresas a apresentar suas tecnologias !“, e ainda por uma comissão avaliadora multidisciplinar de técnicos do executivo municipal e diversos acadêmicos das renomadas Universidade Federal do Paraná e Universidade Positivo.

Com relação à s acusações de utilização do mobiliário urbano, as placas acopladas à  sinalização do EstaR, são apenas para indicar que as vagas fazem parte do teste regulamentado pela administração municipal. Vale ressaltar, ainda, que a realização do referido teste não onera em nada ao município e os usuários, que estão tendo a oportunidade de conhecer uma das melhores tecnologias desenvolvidas e utilizadas há quase uma década em importantes cidades do mundo.

Compartilhe agora!

Comments are closed.