Comunidade pede fechamento do terminal de álcool de Paranaguá

Um grupo de famílias de Paranaguá está pedindo na justiça o fechamento do Terminal Público de àlcool mediante a suspenção das suas licenças ambientais. O Terminal inaugurado em 2007 já ficou fechado por vários anos devido a problemas ambientais. A remoção das famílias para um bairro distante da baía não é bem vista, pois muitos são pescadores.

Um grupo de famílias de Paranaguá está pedindo na justiça o fechamento do Terminal Público de àlcool mediante a suspenção das suas licenças ambientais. O Terminal inaugurado em 2007 já ficou fechado por vários anos devido a problemas ambientais. A remoção das famílias para um bairro distante da baía não é bem vista, pois muitos são pescadores.

Os moradores da Vila Becker, nas proximidades de Canal da Anhaia, em Paranaguá, se mobilizaram e ingressaram com um novo pedido de fechamento do Terminal Público de àlcool do Porto de Paranaguá e a paralisação imediata da remoção das famílias da Comunidade do Canal do Anhaia. Eles alegam que a remoção das famílias sem a devida avaliação dos imóveis prejudicará a indenização, e também o fato de que muitos moradores da área são pescadores e a remoção para uma região longe da baía prejudicaria seu trabalho.

Uma ação pública foi proposta em 2008 pelo Ministério Público Federal contra a APPA (Associação dos Portos), IAP (Instituto Ambiental do Paraná), União, e as empresas Vopak, Fospar, Cattalini e Petrobrás com o objetivo final de impedir o funcionamento do Terminal Público de àlcool, mediante suspensão de licenças ambientais concedidas.

Os réus de forma solidária foram obrigados a efetuar o levantamento das famílias residentes no entorno da área do Terminal. A Prefeitura doou um terreno próximo a PR!“407, no Bairro Porto Seguro, e algumas famílias já foram removidas. Mas os problemas continuam para quem ainda reside próximo ao canal.

A situação é deplorável uma vez que a poluição é grave e tem causado sérios problemas de saúde e até mesmo óbitos. A ação em andamento requer estudo de impacto de vizinhança, fundamental para que se tenha conhecimento da extensão dos danos causados pelas atividades do Terminal de àlcool ao meio ambiente e à  saúde dos antigos e dos atuais moradores.

Com informações do Blog da Luciane Chiarelli

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O que chama atenção na foto não é a jovem guerrilheira em primeiro plano, uma Dilma quase menina. O que avulta na foto são os dois personagens em segundo plano, juízes fardados da Corte militar, cobrindo o rosto para não serem identificados.

    Na falta de um capuz, os magistrados, bem mais velhos do que a jovem à sua frente, usam as mãos para ocultar o rosto diante do fotógrafo. Os dois julgadores, em uma impiedosa inversão de papéis, escancaram ali a dolorida consciência de que podem até condenar, mas não serão absolvidos pelo juízo inapelável da História.

    Pela desonra da imagem, eles é que parecem ser os réus, apequenados diante de uma julgadora implacável. Pelo inusitado da cena, os dois juízes que se escondem se assemelham aos anônimos beleguins que atuavam nos DOI, como eles prescindindo de registro “” principalmente fotográfico.

    ***link no blog do Juca Kfouri, por favor Esmael, peco que divulgue, vale a pena***

  2. trocando de saco pra mala, a chamada do site globo.com ta um sarro…sobre uma suposta escassez de chuvas e ensinando como economizar; só faltou dizer voce nao vai ter agua nem pra beber, mas a culpa é do Sao Pedro nao do Sao PSDB. Vote 45…