mac_juiz.jpg

| Comente agora

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, traz à luz a “A Superestrutura do Estado – Parte II”, onde destaca que os superfuncionários do Brasil, incluído os juízes e promotores, aparecem como os mais bem pagos do mundo. “Gastamos com o judiciário, por habitante, mais do que o dobro da média dos países europeus. Em relação ao PIB, nenhum país europeu se aproxima. Os juízes e promotores em início de carreira ganham mais do que o dobro da média europeia”, revela o colunista ao comparar os salários anuais dos magistrados brasileiros, em euros, com os de colegas de toga em cinco países europeus: França, Alemanha, Portugal, Espanha e Suécia; leia o texto e compartilhe.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.