marco_GM_transito.jpg

| Comente agora

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda-feira, afirma que é uma desonra para a Guarda Municipal de Curitiba não ter um secretário e uma pasta de Segurança; “Isso é um desprestígio à classe”, opina o colunista ao analisar a Lei 13022, que autoriza os agentes atuarem no trânsito; “Uma importante característica da Guarda é sua descentralização pelas 9 regionais da cidade”, explica o especialista em multa e trânsito; leia o texto e compartilhe.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.