Coluna do Ricardo Gomyde: PSDB X Lula/Dilma: O que é melhor para o Brasil?

"No governo FHC (PSDB) o país ia mal", recorda Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado, que compara em 13 pontos as realizações da era tucana com o legado de Lula e Dilma nos últimos 12 anos; colunista lembra ainda que no início dos anos 90, na época de UNE, lutava-se contra as privatizações e pagamento do FMI, pelo salário mínimo de 100 dólares; "Parece incrível que em tão pouco tempo (governos Lula/Dilma) esta agenda tenha sido invertida de forma tão radical", observa Gomyde; coincidentemente à  crítica do especialista em políticas de inclusão social, hoje desembarca em Curitiba, via aeroporto Afonso Pena, o senador mineiro Aécio Neves, candidato tucano à  Presidência da República, que tem como proposta resgatar o modelo neoliberal do passado; O que é melhor para o Brasil?!, pergunta Gomyde; leia o texto e compartilhe.

“No governo FHC (PSDB) o país ia mal”, recorda Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado, que compara em 13 pontos as realizações da era tucana com o legado de Lula e Dilma nos últimos 12 anos; colunista lembra ainda que no início dos anos 90, na época de UNE, lutava-se contra as privatizações e pagamento do FMI, pelo salário mínimo de 100 dólares; “Parece incrível que em tão pouco tempo (governos Lula/Dilma) esta agenda tenha sido invertida de forma tão radical”, observa Gomyde; coincidentemente à  crítica do especialista em políticas de inclusão social, hoje desembarca em Curitiba, via aeroporto Afonso Pena, o senador mineiro Aécio Neves, candidato tucano à  Presidência da República, que tem como proposta resgatar o modelo neoliberal do passado; O que é melhor para o Brasil?!, pergunta Gomyde; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde*

Quando diretor da UNE, no inicio da década de 90, íamos as ruas para protestar contra o pagamento dos serviços da dívida que o Brasil tinha com o FMI. Era comum a vinda de dirigentes deste organismo ao Brasil para ditar regras sobre a condução de nossa economia. Os sindicatos tinham como palavra de ordem o salário mínimo de U$ 100,00.

No governo FHC (PSDB) o país ia mal. Lutávamos contra as privatizações, o discurso oficial era de diminuição da máquina estatal, corte de direito de trabalhadores, diminuição de benefícios da previdência. Alto índice de desemprego e nenhum protagonizamos nas relações exteriores.

Parece incrível que em tão pouco tempo (governos Lula/Dilma) esta agenda tenha sido invertida de forma tão radical. Claro que ainda levaremos um bom tempo para reverter este atraso histórico. Mas, nos últimos 12 anos, avançou-se bastante na construção do fortalecimento do Brasil e na qualidade de vida de nosso povo.

Hoje, somos credores do FMI e organizamos um banco com os BRICS. O salário mínimo ultrapassou de muito o que se pleiteava, e precisa avançar mais. Os investimentos na modernização da infraestrutura chamam a atenção e o Brasil financia uma série de importantes investimentos sociais. Temos protagonizamos nas relações internacionais. Fizemos uma excelente Copa fora do campo. Em 2016 seremos sede dos Jogos Olímpicos.

Na área da educação estamos em condições de dar importante salto qualitativo com a aprovação do Plano Nacional da Educação e a entrada dos recursos do pré-sal e a garantia de, no mínimo, 10% do PIB para esta área.

Abaixo, alguns dados publicados no jornal O GLOBO que corroboram este avanço:

1) o salário mínimo teve aumento real de 72% nesse período;

2) o investimento público em educação passou de 4,8% para 6,4% do PIB;

3) o Prouni levou mais de 1,5 milhão de jovens à  universidade;

4) a quantidade de brasileiros viajando de avião passou de 37 milhões por ano, para 113 milhões por ano;

5) a produção de automóveis no país dobrou para 3,7 milhões/ano;

6) o fluxo de comércio externo passou de US$ 107 bilhões para US$ 482 bilhões por ano;

7) o PIB per capita saltou de US$ 2,8 mil para US$ 11,7 mil;

8) a população com conta bancária passou de 70 milhões para 125 milhões;

9) as reservas internacionais do país, de US$ 380 bilhões, correspondem a 18 meses de importações, o que fortalece o Brasil num mundo em crise;

10) ao longo da crise mundial o Brasil fez superávit fiscal de 2,58% ao ano, média que nenhum país do G-20 alcançou;

11) os financiamentos do BNDES para a empresas têm inadimplência zero;

12) a dívida pública bruta do país, ao longo da crise, está estabilizada em torno de 57% (embora o jornal discorde desse fato); e

13) há 10 anos consecutivos a inflação está dentro das metas estabelecidas pelo governo.

*Ricardo Gomyde, especialista em políticas de inclusão social, foi membro da Comissão Organizadora da Copa do Mundo no Brasil em 2014. Escreve nos sábados no Blog do Esmael.

28 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am just very new to blogging and actually liked you’re web blog. Most likely I’m likely to bookmark your blog post . You surely come with terrific articles and reviews. Bless you for sharing your web page.

  2. Boa Gomyde, nosso Senador!!!

  3. 1 real. Esse era o preço do óleo de cozinha a dez anos atrás.

    Hoje custa quase 3 vezes isso.
    O salário não pode ser medido em dólares, mas em custo de vida. Se fosse pelo preço da comida, hoje o salário seria U$ 80,00.

    http://prosaeconomica.com/wp-content/uploads/2013/01/panfletos.png

  4. Quaquaquá, esse André é ignorante, mesmo. Parabéns Gomide. Será senador. Marcelo é o pedágio.

  5. Credor do FMI ? Esse asno quer ser senador ? Meu Deus, por isso q nunca mais se elegeu nem sindico do prédio dele ! Que cara ignorante !

  6. Dilma presidente…
    Requião governador…
    Povo valorizado.

  7. Presente do fim do mandato da Dilma
    7% de inflação X 1% de crescimento do PIB

    • Presente do teu patrão para os paranaenses, todo ano sobe o pedágio, com a concordância do seu chefe. Tudo Aqui Paraná, Tarifaço do Detran, calote no Leite das Crianças.

      Presente do teu ex-presidente FHC: Taxa de desemprego de 12%, juros a 45%, muitas idas ao FMI, mandou fechar escolas tecnicas federais (CEFETs na epoca). Indústria naval sucateada, afundando da P-36 da Petrobrás com morte de operários. Onde passa o PSDB, é destruição na certa.

    • Só porque você quer. Espere sentado! rs

  8. De novo da visão estreita que obnubila e turva a mente! O PT ACABOU COM O PLANO REAL para felicidade da Nação. somente deixou o Real como nome da moeda para poder ser comparado com a era FHC que, “graças ao Plano Real” (sic), fudeu com a Nação. É calro, a mídia comprada esconde e os deslumbrados do Estadão, Rede Globo, Folha se masturbam pensando nessas mentiras.

  9. Muito bem povo ciente. P$DB nunca mais. E vamos lutar para isso.

  10. concordo com vc Sandro,graças o plano real, eo pt esta acabando com ele!!!!

  11. Realmente nosso país evoluiu, temos muito a conquistar e muito ajustar, não esqueçamos o tamanho de nosso país, etnias e problemas ambientais, somos novos crescendo, e realmente o Estado tem que administrar os interesses coletivos e se desfazer do patrimônio público, passando tudo a iniciativa privado o governo ficará refém sem poder de decisão, a iniciativa privada visa o lucro primeiramente a satisfação e segundo plano, então o que queremos Obs alguns terceirizações podem ser feitas com controle estatal, ex: o engenheiro do DER o que é diferente do Engenheiro de uma empresa privada.

  12. O Gomyde esqueceu de dizer em quantos trilhões está a dívida interna/externa e continua mês a mês a crescer e que um dia nós,o povo, vai te que pagar. E não vai demorar muito….

  13. Esse será meu candidato ao senado, Marcelo Almeida não da pra votar (amigos dos pedágios) e muito menos Alvaro Botox.

  14. Curioso que todos prometem colocar o Brasil nos trilhos, mas nenhum quer enfrentar a corrupção e a troca de “favores” que, no fim das contas, é o que acaba com o nosso país.

  15. esta é a verdade, o salario minimo com PSDB vai reduzir para 200 reais. Este era o valor em 1999 com FHC, quando os aposentados eram chamados de vagabundos, se destruia a Petrobras e Banco do Brasil para justificar a venda, e doava-se bancos aos amigos (Banestado), e torrava-se empresas como Vale e teles (aonde foi investido este dinheiro?) Psdb nunca mais.

  16. PSDB X Lula/Dilma: O que é melhor para o Brasil? É melhor a alternancia no poder para combater o fisiologismo e o clientelismo tão comum nestas paragens do Brasil.

  17. Em 2002 último ano FHC, a dívida externa era de 242 bi, a interna de 640 bi, total de 842 bi de reais; 2008 Lula garganteia zeramento da externa mas esconde que a interna foi para 1.4 trilhões. O resto da coluna é um desfile de números linkados do 247, computados por penas de aluguel, manipulados, formados no tacho da contabilidade criativa, por ai.

  18. Beto Richa, poderia me informaR o que é XOQUE DE GESTÃO???

  19. Ué..o Gomide esqueceu a história do Brasil????…o Brasil de hoje é reflexo do PLANO REAL, e não tem nada haver com Lula e Dilma, que eram contra o plano pelo que se saiba…..se tem alguém que colocou o Brasil nos eixos, esse foi FHC……não adianta querer esconder os fatos Gomide……..um plano como esse NUNCA sairia da cabeça oca de Ptistas, que tem como virtude apenas manter o que foi bem feito……..