gomyde_ovelha.jpg

| Comente agora

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, discorre sobre a teoria da ditadura militar segunda qual o povo brasileiro não estava apto para votar; “[Ernesto] Geisel deu ao autoritarismo histórico da elite brasileira uma formulação mais elaborada ao dizer que em primeiro lugar deve vir o crescimento econômico, depois o bem-estar social”, analisa o colunista; Gomyde destaca ainda que “uma reforma política democrática, a soberania do voto e a vontade popular certamente mandariam para casa velhas raposas que se encastelaram em postos eletivos. E promoveriam uma renovação na política brasileira, que seria oxigenada com novas lideranças e ideias avançadas”; leia o texto e compartilhe.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.