Câmara de Ponta Grossa discute redução do número de vereadores

via Blog do Johnny

Contrariando a lógica do poder, de crescer e se fortalecer, os vereadores de Ponta Grossa discutem a redução do número de cadeiras na sua Câmara. E o projeto parece que pode prosperar, pois somente um vereador se posicional contrariamente até agora e os outros todos assinam coletivamente o projeto.

Contrariando a lógica do poder, de crescer e se fortalecer, os vereadores de Ponta Grossa discutem a redução do número de cadeiras na sua Câmara. E o projeto parece que pode prosperar, pois somente um vereador se posicionou contrariamente até agora e os outros todos assinam coletivamente o projeto.

Encabeçado pelo vereador Doutor Pascoal Adura (PMDB), os vereadores voltam a discutir a redução do número de cadeiras na Câmara Municipal. O projeto de Emenda à  Lei Orgânica do Município foi protocolado ontem e reduz quatro cadeiras do Legislativo, passando de 23 atuais para 19 o número de vereadores no Município a partir da próxima legislatura (2017 !“ 2020).

Com exceção do vereador Márcio Schirlo (PSB) !“ que já se manifestou contrário à  proposta !“, todos os demais vereadores assinaram o projeto. A proposta será lida na sessão de amanhã e encaminhada para pareceres das comissões internas da Câmara Municipal. Para Adura, a proposta tem o apoio popular e reduzirá as despesas da Câmara Municipal. Pelo menos R$ 900 mil por ano será economizado. Esse dinheiro poderá ser aplicado na saúde do Município!, defende o parlamentar.

Ele também rebate a argumentação de que com a redução do número de vereadores irá diminuir a representatividade política no Legislativo. Isso será superado pelo desempenho dos 19 vereadores. Caberá à  população eleger um colegiado de vereadores de qualidade!, acredita Adura.

O vereador Márcio Schirlo, que não assinou e se posiciona contrário à  proposta, acredita que a redução diminui a representatividade dos bairros da cidade na Câmara Municipal. Ele lembrou que na última discussão da matéria também se posicionou contrário à  medida.

Em 2013 os vereadores rejeitaram projeto que reduzia de 23 para 15 vereadores. Na época, uma emenda propunha 19 cadeiras, mas sequer foi analisada devido à  rejeição do projeto. O aumento no número de cadeiras foi aprovado em 2011, passando de 15 na legislatura anterior para as 23 cadeiras atuais.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ESSA REDUÇÃO E NADA MAIS QUE UMA DEFESA PARA OS VEREADORES , POIS ALEM DE DIMINUIR A REPRESENTATIVIDADE POPULACIONAL FACILITA A REELEIÇÃO ….

  2. Medida POLITIQUEIRA, nada a ver com a razão.
    Nunca vi um vereador aqui de ponta Grossa,não sei
    o que fazem..
    Mas acho uma boa Prefeitura..
    Acho melhor tirar NOMES, e não cadeiras.

  3. A EXEMPLO DA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA, TODAS AS CÂMARAS MUNICIPAIS DO BRASIL, DEVERIA APRESENTAR PROJETOS DE DIMINUIÇÃO DO NÚMERO DE VEREADORES.