Apesar de agredido, Requião afirma que manterá estilo “paz e amor”

Senador Roberto Requião afirmou ao Blog do Esmael, nesta sexta-feira (29), que vai "relevar" a canelada que levou da "menina" Gleisi Hoffmann; segundo ele, Beto Richa, que o agrediu no debate da Band Curitiba, é adversário comum do campo da presidenta Dilma; apesar de agredido, diz Requião, vai manter o estilo "paz e amor" que adotou desde o início da campanha; hoje, em Foz, o peemedebista recebeu abraços de crianças.

Senador Roberto Requião afirmou ao Blog do Esmael, nesta sexta-feira (29), que vai “relevar” a canelada que levou da “menina” Gleisi Hoffmann; segundo ele, Beto Richa, que o agrediu no debate da Band Curitiba, é adversário comum do campo da presidenta Dilma; apesar de agredido, diz Requião, vai manter o estilo “paz e amor” que adotou desde o início da campanha; hoje, em Foz, o peemedebista recebeu abraços de crianças.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, nesta sexta-feira (29), ao Blog do Esmael, disse que foi agredido pelo governador Beto Richa (PSDB) no debate realizado de ontem à  noite pela Band Curitiba.

O programa do peemedebista no horário eleitoral desta tarde dá mais ou menos uma ideia de como foi o primeiro confronto televisivo desta eleição.

“Essa agressividade me parece uma encomenda de marqueteiro”, reclamou.

Apesar de agredido, diz Requião, vai manter o estilo “paz e amor” que adotou desde o início da campanha.

Perguntado se aumentará o tom contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT), que o inquiriu sobre sua aposentadoria, Requião garantiu que não. Segundo ele, o adversário estratégico do campo da presidenta Dilma Rousseff, no Paraná, é Richa. “Ele [Beto] quer que a gente brigue, mas por mim não haverá briga”, jurou.

Assista ao vídeo:

Comentários encerrados.