aecio_beto_alvaro.jpg

| Comente agora

Demagogia de Aécio Neves, sobre salários, durou apenas algumas horas; tucano recuou da decisão de abrir mão dos vencimentos durante a campanha eleitoral; correligionário Álvaro Dias manteve-se firme e hoje, no Senado, anunciou licença de 120 dias; por que também não abre mão dos 105 funcionários que tem direito, das cotas e estrutura de marajá na Casa?

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.