Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

16 de agosto de 2014
por esmael
59 Comentários

O Globo: Jingle “Tacalepau Requião, véio” é o melhor do país

O colunista Ilmar Franco, d’O Globo, comentou o jingle de campanha do senador Roberto Requião (PMDB) que caiu no gosto dos internautas e é considerado um dos mais “agressivos” desta eleição. O bem-humorado jingle virou clipe. Leia a nota: Leia mais

16 de agosto de 2014
por esmael
36 Comentários

Reviravolta: Aécio corre risco de não avançar para o segundo turno

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, foi o entrevistado pela reportagem de capa da Revista à‰poca desta semana. O assunto, óbvio, não poderia ser outro: a morte Eduardo Campos (PSB), sua substituição pela vice Marina Silva e a reviravolta nas eleições presidenciais. O especialista diz que o quadro mudou e que haverá segundo turno em uma disputa “embolada” entre Marina e Aécio Neves. Confira trecho da entrevista:

Logo depois de saber da morte de Eduardo Campos, o economista Murilo Hidalgo, dono do instituto Paraná Pesquisas, foi a campo fazer um levantamento telefônico com o nome de Marina no lugar de Eduardo. O resultado dá uma dimensão do tamanho da reviravolta que ela pode provocar. Como o levantamento não foi registrado, a Justiça Eleitoral proíbe a divulgação de seus resultados. Eles servem, porém, para balizar o impacto do ingresso de Marina na disputa pelo Planalto. As respostas obtidas pelo Paraná Pesquisas sugerem que haverá segundo turno se Marina entrar. A soma das intenções de voto em Marina e no tucano Aécio Neves é largamente superior ao total obtido pela presidente Dilma Rousseff. Mais: os números tabulados sugerem que Marina entra no jogo em patamares próximos aos que tinha em abril, quando estava na segunda colocação da disputa eleitoral. Tanto a distância dela para Dilma quanto para Aécio ficam dentro da margem de erro desse levantamento. Marina chegaria a esse nível capturando o eleitorado fiel a Eduardo Campos, arregimentando parte do eleitorado até a

16 de agosto de 2014
por esmael
42 Comentários

Datafolha: Crise na campanha de Richa põe secretários na marca do pênalti

Estrategistas do Palácio Iguaçu passaram a noite de ontem em claro analisando o relatório da pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo e RPCTV. Os palacianos buscam culpados pela estagnação de Beto Richa (PSDB) e avanço do senador Roberto Requião (PMDB) na primeira sondagem estadual para o governo do Paraná.

Segundo o instituto, Richa tem 39% e Requião 33% e estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro. A senadora Gleisi Hoffmann (PT) tem 11%.

Depois de horas passando a lupa no relatório do Datafolha, os luas-pretas tucanos apontaram o dedo para as áreas de pior desempenho no governo Richa, que são a Saúde com 41% e a Segurança com 17%.

Michelle Caputo é o titular da Saúde e Leon Grupenmacher da Segurança Pública. Aos olhos do Palácio Iguaçu, ambos são os responsáveis pela derrocada do chefe nas pesquisas de intenção de voto.

Ainda de acordo com o Datafolha, a área de melhor desempenho é a Educação com 10%. Em tese, esse resultado reabilita o vice-governador Flávio Arns (PSDB) para voltar à  Secretaria de Estado da Educação (SEED) em eventual reeleição de Richa. Também há quem defenda sua volta à  vice substituindo Cida Borghetti (PROS) na chapa.

Abaixo, leia a íntegra do relatório do Datafolha:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/08/20125247/datafolha_pr_ago.pdf

16 de agosto de 2014
por esmael
7 Comentários

Coluna do Gomyde: A soberania do voto contra o poder econômico

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, discorre sobre a teoria da ditadura militar segunda qual o povo brasileiro não estava apto para votar; "[Ernesto] Geisel deu ao autoritarismo histórico da elite brasileira uma formulação mais elaborada ao dizer que em primeiro lugar deve vir o crescimento econômico, depois o bem-estar social", analisa o colunista; Gomyde destaca ainda que uma reforma política democrática, a soberania do voto e a vontade popular certamente mandariam para casa velhas raposas que se encastelaram em postos eletivos. E promoveriam uma renovação na política brasileira, que seria oxigenada com novas lideranças e ideias avançadas!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, discorre sobre a teoria da ditadura militar segunda qual o povo brasileiro não estava apto para votar; “[Ernesto] Geisel deu ao autoritarismo histórico da elite brasileira uma formulação mais elaborada ao dizer que em primeiro lugar deve vir o crescimento econômico, depois o bem-estar social”, analisa o colunista; Gomyde destaca ainda que uma reforma política democrática, a soberania do voto e a vontade popular certamente mandariam para casa velhas raposas que se encastelaram em postos eletivos. E promoveriam uma renovação na política brasileira, que seria oxigenada com novas lideranças e ideias avançadas!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde*

Ao dizer que o povo é soberano, as constituições democráticas determinam que o fundamento da democracia é o voto individual de cada um dos cidadãos legalmente habilitados a votar. Se essa singela constatação fosse levada em consideração por todas as forças políticas, muitos equívocos poderiam ser evitados. Um eles é dizer que o exercício do voto deve ser condicionado a outros fatores. Na fase final do regime militar de 1964, por exemplo, o então presidente Ernesto Geisel proclamou, sem meias palavras, a tese da imaturidade! do eleitorado brasileiro – opinião reafirmada por seu sucessor, o general João Batista Figueiredo. Leia mais

16 de agosto de 2014
por esmael
24 Comentários

Candidatura de Marina implode no Paraná ‘palanque duplo’ de Beto Richa

Além de aparecer tecnicamente empatado com Requião, o governador Beto Richa também perdeu esta semana o 'palanque duplo' para a reeleição com a morte de campos; Marina, a provável nova candidata socialista à  Presidência da República, tem sólidas relações políticas com o senador do PMDB e militou com a vice Rosane Ferreira no PV.

Além de aparecer tecnicamente empatado com Requião, o governador Beto Richa também perdeu esta semana o ‘palanque duplo’ para a reeleição com a morte de campos; Marina, a provável nova candidata socialista à  Presidência da República, tem sólidas relações políticas com o senador do PMDB e militou com a vice Rosane Ferreira no PV.

Notícia nada boa nas hostes tucanas. A cada vez mais provável candidatura de Marina Silva à  Presidência da República, em substituição ao ex-governador pernambucano Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na última quarta (13), causará desarranjo na campanha do governador Beto Richa (PSDB), que luta pela reeleição no Paraná. Leia mais

16 de agosto de 2014
por esmael
29 Comentários

Presidente do PSB cede e Marina será candidata à  Presidência da República

do Brasil 247

"A candidatura de Marina contempla nosso projeto. Será uma solução de continuidade. O PSB indicará o novo vice", afirmou o novo presidente do PSB, Roberto Amaral, que era visto como o principal obstáculo para o acerto; ex-senadora teria vencido resistências internas após encontro com a cúpula do partido em que sinalizou que vai manter os compromissos de Eduardo Campos, inclusive em São Paulo e no Rio de Janeiro; deputado gaúcho Beto Albuquerque, hoje candidato ao Senado, indica que é favorito para a vaga: "Não estou reivindicando, mas eu posso ser o vice".

“A candidatura de Marina contempla nosso projeto. Será uma solução de continuidade. O PSB indicará o novo vice”, afirmou o novo presidente do PSB, Roberto Amaral, que era visto como o principal obstáculo para o acerto; ex-senadora teria vencido resistências internas após encontro com a cúpula do partido em que sinalizou que vai manter os compromissos de Eduardo Campos, inclusive em São Paulo e no Rio de Janeiro; deputado gaúcho Beto Albuquerque, hoje candidato ao Senado, indica que é favorito para a vaga: “Não estou reivindicando, mas eu posso ser o vice”.

Após o encontro com Marina Silva em São Paulo, a cúpula do PSB confirmou sua candidatura no lugar de Eduardo Campos. Ela deverá ser anunciada oficialmente na próxima quarta-feira (20). Leia mais