13 de agosto de 2014
por esmael
14 Comentários

Morte de Campos: “Dilma nervosa, Aécio com o coração na mão”, diz Murilo Hidalgo

por Felipe Patury, da à‰poca

Murilo Hidalgo lembra que, até a definição das chapas presidenciais, Marina pontuava nas pesquisas de opinião na frente não só de Eduardo Campos, de quem se tornou vice, como também do presidenciável tucano Aécio Neves. Hidalgo acredita que Marina, se assumir a candidatura presidencial, herdará imediatamente os pontos que Campos tinha nas últimas pesquisas eleitorais (8% pelo Datafolha e 9% pelo Ibope) e mais uma parte dos votos que ela mesma teve em 2010.

Murilo Hidalgo lembra que, até a definição das chapas presidenciais, Marina pontuava nas pesquisas de opinião na frente não só de Eduardo Campos, de quem se tornou vice, como também do presidenciável tucano Aécio Neves. Hidalgo acredita que Marina, se assumir a candidatura presidencial, herdará imediatamente os pontos que Campos tinha nas últimas pesquisas eleitorais (8% pelo Datafolha e 9% pelo Ibope) e mais uma parte dos votos que ela mesma teve em 2010.

“à‰ outra eleição e, nessa que começa agora, a presidente Dilma Rousseff está nervosa e o candidato tucano Aécio Neves está com o coração na mão.” A avaliação é do diretor do instituto de opinião pública Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo. Ele acredita que a eventual substituição de Eduardo Campos, morto hoje, por Marina Silva como candidata a presidente da República pelo PSB pode inverter o jogo eleitoral. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
88 Comentários

Assessor de Richa vê “dedo do PT” na queda do avião com Campos

Veja a que ponto chega a mente humana. O país ainda consternado com a perda precoce do presidenciável Eduardo Campos (PSB) e surgem as primeiras ilações de que o PT estaria por trás desse trágico acidente aéreo de hoje.

O advogado Júlio Jacob Júnior, assessor do governador Beto Richa (PSDB) e presidente da Copel Participações S/A, por exemplo, bateu boca nas redes sociais com colegas de profissão.

“Nossa, como tem PTista/Lulista incomodado! Medo da eleição ou de uma das investigações …”, escreveu Jacob, que logo em seguida reafirmou no Facebook:

“Reafirmo, suspeito sim de sabotagem, típica de fanatísmos como vários radicais do PT.”

Inconformado, o estudante Eduardo Passeti fez a ata notarial! da discussão na rede e promete levá-la ao governador, para que tome as providências.

Detalhe: o fuzuê de mau gosto se deu em pleno horário de expediente. Abaixo, leia a íntegra da “ata notarial” com o bate-boca no Facebook:

https://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/08/ata_julio_jacob.pdf

13 de agosto de 2014
por esmael
1 Comentário

Em luto, Band TV adia debate dos candidatos ao governo do Paraná

Em respeito à  morte do candidato à  presidência da República, Eduardo Campos (PSB), o debate da TV Band, que seria nesta quinta-feira (14), foi adiado. A nova data ainda será definida.

Com o confronto televisivo adiado, os ‘media training’ terão mais tempo para treinar os contendores que disputam o governo do Paraná.

Veja quem é quem no marketing dos principais candidatos:

O candidato do PSDB, Beto Richa, que busca a reeleição no cargo de governador, está sendo adestrado pelo jornalista Marcelo Cattani, dublê de secretário de Comunicação e coordenador de campanha.

O senador Roberto Requião (PMDB), que tentará ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez, treinará por conta e risco em frente do espelho. Ele é o marqueteiro! de si próprio.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) deposita a esperança de bom desempenho no confronto televisivo no marqueteiro Oliveiros Marques, que a acompanha desde 2008.

Ogier Buchi (PRP), homem de TV, delegou à  experiente jornalista Ruth Bolognese a tarefa de estrategista de marketing.

13 de agosto de 2014
por esmael
6 Comentários

Políticos paranaenses homenageiam Eduardo Campos

A trágica morte do candidato à  presidência Eduardo Campos uniu rivais num mesmo discurso de consternação e solidariedade. Logo após a confirmação do falecimento do ex-governador pernambucano, começaram a surgir mensagens de governantes, parlamentares e candidatos de todos os matizes políticos.

A trágica morte do candidato à  presidência Eduardo Campos uniu rivais num mesmo discurso de consternação e solidariedade. Logo após a confirmação do falecimento do ex-governador pernambucano, começaram a surgir mensagens de governantes, parlamentares e candidatos de todos os matizes políticos.

A morte do candidato a presidente pelo PSB, Eduardo Campos, em acidente de avião na manhã desta quarta-feira (13) unificou o discursos dos governantes e candidatos do Paraná. O desastre deve alterar o ritmo de campanha e estabelece um certo recomeço em todo o processo eleitoral. Gleisi Hoffmann! e Beto Richa já anunciaram! pausa de três dias em suas! campanhas. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
18 Comentários

Justiça determina apreensão de panfletos em comitê de Beto Richa

A Justiça Eleitoral mandou apreender panfletos da coligação do candidato-governador Beto Richa (PSDB) que seriam ofensivos à  opositora candidata Gleisi Hoffmann (PT). O mandado é para o comitê central da candidatura tucana que fica no Centro Cívico, em Curitiba. Nos panfletos, constam afirmações como: "Gleisi vai acabar com as UPS. Candidata do PT, quer acabar com a segurança nos bairros."

A Justiça Eleitoral mandou apreender panfletos da coligação do candidato-governador Beto Richa (PSDB) que seriam ofensivos à  opositora candidata Gleisi Hoffmann (PT). O mandado é para o comitê central da candidatura tucana que fica no Centro Cívico, em Curitiba. Nos panfletos, constam afirmações como: “Gleisi vai acabar com as UPS. Candidata do PT, quer acabar com a segurança nos bairros.”

A Justiça Eleitoral determinou que seja cumprido mandado de busca e apreensão no comitê central do candidato à  reeleição, governador Beto Richa (PSDB), por conta da distribuição de panfletos que seriam ofensivos à  candidata Gleisi Hoffmann (PT), da coligação Paraná Olhando Pra Frente. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
5 Comentários

Coligação de Eduardo Campos tem dez dias para indicar substituto

via Agência Brasil

A notícia da morte de Eduardo Campos abalou o meio político brasileiro nesta quarta-feira (13). Em meio a mensagens de pesar e consternação, surgem as dúvidas sobre o que acontecerá na corrida presidencial com a saída trágica de um dos principais atores. Pela lógica, o PSB e a coligação deverão indicar Marina Silva para seguir na disputa. O TSE esclarece que a coligação tem até dez dias para indicar oficialmente o/a substituto/a de Campos.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclareceu que, em caso de morte de candidato, os partidos têm prazo de dez dias para fazer substituição. Com a morte do candidato à  Presidência Eduardo Campos (PSB), em um acidente aéreo hoje (13), a coligação Unidos para o Brasil pode escolher a candidata a vice, Marina Silva, para substituí-lo. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
45 Comentários

Eduardo Campos morre em acidente aéreo. Marina deverá substituí-lo na disputa pela Presidência da República

Com a morte de Eduardo Campos, o PSB deverá delegar à  vice Marina Silva a tarefa de disputar a Presidência da República. Na última pesquisa Ibope, o ex-governador pernambucano de 49 anos tinha 9% das intenções de voto, contra 23% de Aécio Neves (PSDB) e 38% de Dilma Rousseff (PT). A virtual substituta de Campos foi candidata nas eleições de 2010 e terminou com 19,33%.

Com a morte de Eduardo Campos, o PSB deverá delegar à  vice Marina Silva a tarefa de disputar a Presidência da República. Na última pesquisa Ibope, o ex-governador pernambucano de 49 anos tinha 9% das intenções de voto, contra 23% de Aécio Neves (PSDB) e 38% de Dilma Rousseff (PT). A virtual substituta de Campos foi candidata nas eleições de 2010 e terminou com 19,33%.

A Aeronáutica confirmou no início desta quarta-feira (13) que o presidenciável Eduardo Campos (PSB) morreu em acidente aéreo em Santos. O Jato Cesna, prefixo PR-AFA, caiu na área urbana do litoral paulista por volta das 10h15. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
21 Comentários

Eduardo Campos pode ter sofrido desastre aéreo em Santos

via Brasil 247

Avião cai na área urbana de Santos, no litoral paulista; candidato do PSB era esperado para compromisso no Guarujá; Eduardo Campos estava no Rio de Janeiro ontem, de onde o aparelho decolou; assessores já afirmam, à s 12h19, que avião era o mesmo em que Campos deveria estar; no litoral paulista, candidato a vice-governador, Marcio França, que esperava o presidenciável, afirmou que ter feito último contato com ele à s 9 horas da manhã; perícia já verifica área atingida por queda da aeronave; dúvida é sobre simples atraso ou tragédia na eleição presidencial; Rede Globo informa que aparelho era um Cesna monomotor, mas Aeronáutica fala em jato particular; FAB informa que aeronave saíra do aeroporto Santos Dumont para Base Aérea do Guarujá; dez pessoas feridas teriam sido atendidas; à s 12h16 não havia informações oficiais sobre nomes dos passageiros.

Avião cai na área urbana de Santos, no litoral paulista; candidato do PSB era esperado para compromisso no Guarujá; Eduardo Campos estava no Rio de Janeiro ontem, de onde o aparelho decolou; assessores já afirmam, à s 12h19, que avião era o mesmo em que Campos deveria estar; no litoral paulista, candidato a vice-governador, Marcio França, que esperava o presidenciável, afirmou que ter feito último contato com ele à s 9 horas da manhã; perícia já verifica área atingida por queda da aeronave; dúvida é sobre simples atraso ou tragédia na eleição presidencial; Rede Globo informa que aparelho era um Cesna monomotor, mas Aeronáutica fala em jato particular; FAB informa que aeronave saíra do aeroporto Santos Dumont para Base Aérea do Guarujá; dez pessoas feridas teriam sido atendidas; à s 12h16 não havia informações oficiais sobre nomes dos passageiros.

O comando da campanha do PSB suspeitava, à s 12h07, que o candidato Eduardo Campos pudesse estar envolvido no acidente aéreo registrado na manhã desta quarta-feira 13 na área urbana de Santos, no litoral de São Paulo. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
24 Comentários

“Nada justifica a permanência quase que eterna de àlvaro Dias no Senado”, diz Gomyde

via Bem Paraná

O ex-deputado federal Ricardo Gomyde (PCdoB) disputa pela primeira vez uma cadeira no Senado, sob a bandeira da renovação. E deixa claro que seu principal adversário na disputa é o senador àlvaro Dias, candidato ao quarto mandato, a quem atribui uma atuação muito mais partidária e oposicionista do que de representação do Estado. Para Gomyde, ao se dedicar quase que exclusivamente ao combate aos governos Lula e Dilma Rousseff, o tucano teria deixado de lado outras responsabilidades, como a de buscar recursos para obras e projetos nos municípios paranaenses.

Segundo o candidato !“ que surgiu para a política na esteira dos movimentos estudantis que atuaram para derrubar o então presidente Fernando Collor, no início dos anos 90 !“ as manifestações de rua que explodiram em junho de 2013 são um sintoma da rejeição ao sistema político, principalmente entre os jovens, que não se sentem representados por parlamentos e por governos. Para resolver isso, afirma, só uma reforma política que acabe, por exemplo, com práticas como a indicação de suplentes milionários para o financiamento da campanha do titular. Na última entrevista da série do Bem Paraná com os candidatos ao Senado, Gomyde explica essas e outras ideias que pretende defender até as eleições de outubro. Abaixo, leia a íntegra da entrevista:

Bem Paraná – O senhor foi candidato a deputado federal na última eleição e teve 44 mil votos. Porque decidiu se candidatar ao Senado desta vez?

Ricardo Gomyde !“ Eu seria candidato a deputado estadual quando fui convidado pela nossa coligação, pelo prefeito Gustavo (Fruet), pela senadora Gleisi (Hoffmann) para ser o candidato ao Senado porque entendíamos que era preciso apresentar uma candidatura com perfil de renovação para fazer o debate com o àlvaro (Dias, PSDB), que já é senador há muito tempo. Entendeu a coligação que eu tinha o perfil adequado para fazer esse debate.

BP – Qual a sua avaliação sobre o desempenho dos atuais senadores paranaenses?

Gomyde !“ Olha, a vaga que está em disputa é essa que o àlvaro ocupa já há mais de vinte anos. E eu acho que o àlvaro cumpriu um papel na redemocratização do País, mas nada justifica uma permanência quase que eterna no Senado. Principalmente se a gente analisar o perfil de como essa vaga tem sido usada no nosso Estado. São apenas três vagas por Estado e custa muito caro para o Paraná destinar uma dessas vagas exclusivamente para o contraponto político, que é ao que o àlvaro se dedica no Congresso. O àlvaro deixou de ser um senador do Paraná para ser exclusivamente um senador do PSDB. Combate cotidianamente a presidente Dilma, o presidente Lula, a Gleisi, o nosso campo político. Se

13 de agosto de 2014
por esmael
3 Comentários

Deputado Waldyr Pugleisi desiste da reeleição à  Assembleia Legislativa

 O Blog do Esmael apurou que um dos motivos que levou Pugliesi a "jogar a toalha" tem a ver com o avanço dos deputados Alexandre Curi e Luiz Cláudio Romanelli em base eleitoral. Em comum, todos eles têm o fato de costearem o alambrado de Requião. Pugliesi vai coordenar a campanha do senador Roberto Requião (PMDB), que tenta pela quarta vez ocupar o Palácio Iguaçu, na região Norte.


O Blog do Esmael apurou que um dos motivos que levou Pugliesi a “jogar a toalha” tem a ver com o avanço dos deputados Alexandre Curi e Luiz Cláudio Romanelli em base eleitoral. Em comum, todos eles têm o fato de costearem o alambrado de Requião. Pugliesi vai coordenar a campanha do senador Roberto Requião (PMDB), que tenta pela quarta vez ocupar o Palácio Iguaçu, na região Norte.

O deputado estadual Waldyr Pugliesi, ex-presidente do PMDB do Paraná, nesta quarta-feira (13), informou que desistiu de concorrer à  reeleição para a Assembleia Legislativa. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
10 Comentários

Tensão entre candidatos na véspera de debate e pesquisa Datafolha

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Os principais candidatos ao governo do Paraná tensionam entre si a pouco mais de 24 horas do primeiro debate nestas eleições, promovido pela Band TV, de Curitiba, que começará à s 22 horas de amanhã. Contribui para a ansiedade dos contendores a primeira pesquisa estadual do Datafolha, que deverá sair algumas horas antes do confronto televisivo. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
3 Comentários

Richa desrespeita decisão judicial e mantém placas institucionais

Essa denúncia veio de Roncador, onde segundo o site local

Essa denúncia veio de Roncador, onde segundo o site local “SOS Roncador”, o governador-candidato Beto Richa (PSDB) mantém as placas institucionais de obras do governo contrariando decisão da Justiça Eleitoral proferida no fim de julho. A decisão previa multa de R$ 20 mil, pelo descumprimento. Será que Beto vai ser multado novamente?

Uma decisão da Justiça Eleitoral proferida no final do mês de julho determinou a retirada de todas as placas de obras espalhadas pelo estado, que integram a propaganda institucional Mais uma obra!. O Juiz Auxiliar Leonardo Castanho Mendes fixou multa de R$ 10 mil por placa em caso de desrespeito. Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
11 Comentários

Engenheiros apontam irregularidades em obras em rodovias e favorecimento do pedágio no Paraná

O Departamento de Estrada e Rodagem do Paraná (DER), vinculado à  Secretária de Estado da Infraestrutura, ocupada por Pepe Richa, irmão do governador Beto Richa (PSDB), estaria recheado de irregularidades. à‰ o que aponta um relatório enviado com exclusividade ao Blog do Esmael por engenheiros do próprio órgão. Eles também veem favorecimento da exploração do pedágio pela empreiteira Oderbrecht.

Os profissionais ratificam suspeitais de ilegalidade nas obras de duplicação de rodovias que não teriam empenho nem mesmo autorização formal do governo do estado, o que constituiria aos olhos da Lei 8.666/93 como crime de improbidade administrativa.

O Blog do Esmael registrou ontem à  noite que o senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Palácio Iguaçu, denunciou essa situação ao Ministério Público e protocolou pedido de informações, a partir do Senado da República, ao próprio governador Beto Richa.

A seguir, leia a íntegra do relatório sobre as obras irregulares no Paraná:

RELATà“RIO DER/PR – MEDIDAS IRREGULARES

01 – Dezenas de faturas emitidas de serviços medidos sem empenho totalizam valores atuais da ordem de 100 milhões de reais (até junho);

02 – Pagamentos com atraso médio de 90 a 100 dias corridos e redução sistemática de faturamento, o que resulta em milhões de reais adicionais de pagamento pro rata (por atraso de pagamento após vencimento da fatura), e milhões de reais adicionais por desequilíbrio econômico-financeiro de contratos (exemplo: empresa deveria faturar R$ 2.000.000,00/mês e o DER só permite faturar R$ 600.000,00 mês);

03 – Pagamentos fora da ordem cronológica em desacordo com a Lei de Licitações e Contratos Públicos !“ Lei Federal 8.666/93 !“ que podem imputar pena criminal aos agentes públicos envolvidos;

04 – Obras contratadas e iniciadas após final do primeiro quadrimestre do último ano de governo, sem recursos orçamentários e empenhos prévios condizentes com a Lei Eleitoral e Lei de Responsabilidade Fiscal;

05 – Parceria Público-Privada da PR-323, com contrapartida do Estado de quase 100 milhões de reais/ano, durante 30 anos e mais cinco praças de pedágio, uma a cada 50-60 km, o que resulta numa tarifa por km equivalente a concessão rodoviária de 1997 (governo Lerner), que possuía uma TIR (Taxa Interna de Retorno) de 18 a 22% (atualmente é da ordem de 8%), curiosamente com apenas 1 interessado na apresentação de proposta técnica e comercial nesta licitação bilionária: Oderbrecht; e

06 – Ilegalidade na realização de obras rodoviárias emergenciais sem contrato, sem autorização formal da autoridade competente e sem empenho prévio. Exemplo: PRC-280 entre Palmas e a BR-153.

13 de agosto de 2014
por esmael
7 Comentários

Péricles denuncia roubo de madeira em área da Copel

O deputado estadual Péricles de Mello (PT), usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça, 12, para trazer a denúncia de roubo de pinus em uma área de 500 alqueires da União, cedida em comodato para a Copel, na cidade de Pinhão, na Região Sul do Estado.

Segundo Péricles, o relato é de pequenos agricultores que residem nas proximidades da área. Os produtores me disseram que acordam durante à  noite com o ronco dos tratores que levam a madeira. Há algumas semanas, a polícia fez uma operação no local e chegou a efetuar prisões, mas posteriormente todos foram soltos e agora o roubo continua!, disse, salientando que essa situação já se arrasta por seis meses.

Em seu pronunciamento, Péricles anunciou que vai protocolar requerimento na Alep destinado à  Copel pedindo explicações sobre o episódio. Queremos saber da Copel se isso realmente está acontecendo e quais são as providências que estão sendo tomadas a respeito!.